932 já foram resgatados no Piauí por trabalho escravo - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

19 de dez de 2018

932 já foram resgatados no Piauí por trabalho escravo

Com a inclusão dos resultados de 2018, levantamento do Ministério Público do Trabalho, catalogados no Observatório Digital do Trabalho Escravo no Brasil, mostram que no Piauí foram contabilizados 932 resgates desde o lançamento do Plano de Erradicação da prática no país. Os números consideram as ocorrências de 2003 até os dias atuais, apontando que no período foram realizadas 55 operações no Estado para coibir a submissão de entes a situações do tipo.
 (Crédito: Agência Brasil)
(Crédito: Agência Brasil)

Os resgates assinalados no Piauí o colocam na décima segunda posição no ranking nacional; a liderança é do Pará com 9.880 ocorrências no período. Desse modo, os municípios com maior prevalência de resgates no Estado, são: Redenção do Gurgueia, com 164; seguido por Jerumenha, com 88 e Picos, que registrou 61. As duas maiores cidades piauienses aparecem na sequência: Parnaíba, que assinalou 52 resgates e a capital, Teresina, com 46. Entre os dez municípios com o maior número de ocorrências aparecem ainda Manoel Emídio, Morro Cabeça no Tempo, Monte Alegre do Piauí, Sebastião Leal e Porto Alegre do Piauí.
Diante desse cenário, o Piauí concentra 2,11% do total de resgates registrados até o momento no Brasil, sendo 19,02 por operação (média que considera 59 inspeções/fiscalizações). Ao todo, em 80% das fiscalizações ocorreram resgates de trabalhadores em situação análoga à escravidão. Em âmbito nacional, são 44.229 resgates registrados de 2003 até os dias atuais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI