Últimas Notícias

Justiça decreta prisão e empresários investigados na Operação Topique se entregam

Polícia Federal cumpriu mandados na Seduc, Zona Sul de Teresina. — Foto: Felipe Pereira/TV ClubeDois empresários presos em agosto deste ano na Operação Topique, da Polícia Federal, se entregaram nesta quarta-feira (19) após novo mandado de prisão expedido pela Justiça Federal. Os dois haviam sido soltos após concessão de habeas corpus. A Operação investigou suspeita de fraude em licitação e desvio de recursos federais para transporte escolar.
O habeas corpus havia sido concedido pelo juiz federal Saulo Casali Bahia, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em agosto deste ano. Na segunda-feira (17), o mesmo juiz entendeu que havia indícios de que seria necessária uma nova prisão e, por unanimidade, a 4ª Turma do TRF decidiu pela revogação da liminar que concedeu a soltura e determinação de prisão dos investigados.
De acordo com o texto da decisão, o juiz considerou que a primeira soltura foi concedida de forma “equivocada”, porque acreditava-se que os delitos não estavam mais acontecendo.
“O que se observa é que a decretação da prisão preventiva, além de ter base nos indícios de materialidade e de autoria, aponta não só para o envolvimento do paciente no suposto esquema de fraudes em licitações no âmbito de municípios dos Estados do Piauí e do Maranhão, mas, também, para uma atuação atual e reiterada do esquema”, diz o magistrado.
Ele afirma ainda que ainda há diligências policiais ocorrendo e que, apesar dos bons antecedentes e comprovação de residência fixa, há a possibilidade de que as investigações sejam frustradas caso os suspeitos permaneçam soltos. Após o decreto do mandado, os empresários se entregaram. Não há informações de onde estão sendo mantidos.
Decisão relata esquema investigado pela operação Topique.  — Foto: ReproduçãoDecisão relata esquema investigado pela operação Topique.  — Foto: Reprodução
Decisão relata esquema investigado pela operação Topique. — Foto: Reprodução

Nenhum comentário