Últimas Notícias

Reeducando de Pernambuco conquista prêmio de Redação de Defensoria

Apaixonado por língua portuguesa, Breno Franklin Omena, 45 anos, cumpre pena no Centro de Ressocialização do Agreste (CRA), no município de Canhotinho, unidade prisional vinculada à Secretaria Executiva de Ressocialização. Ele conseguiu a maior nota entre os reeducandos de Pernambuco que participaram do 4º Concurso de Redação da Defensoria Pública da União, 99, 948. O certame, aberto a todas as escolas do sistema prisional, ocorreu em outubro deste ano e contou com a participação de apenados das 27 unidades federativas do país.
Breno Franklin Omega (Crédito: Divulgação)
Breno Franklin Omega (Crédito: Divulgação)

Breno cursa o primeiro ano do ensino médio na Escola Estadual Monsenhor Adelmar da Mota Valença, que funciona dentro do CRA, na turma do Ensino de Jovens e Adultos (EJA), juntamente com outros 40 reeducandos. Doze enviaram redação para o concurso, cujo tema foi Promoção dos Direitos Humanos e Garantia de acesso à Justiça. “Durante dois meses, o tema foi discutido em sala de aula, para facilitar a compreensão dos participantes, explica Joseildo Alves, coordenador da escola.
Para o ganhador do prêmio, que escreveu uma média de 30 linhas, a promoção dos direitos humanos é importante não só para quem está no sistema prisional, mas também para as pessoas em liberdade. “Os direitos são muito cerceados e as políticas públicas precisam levar direitos à sociedade”, afirmou Breno, que também fez este ano o Enem para pessoas privadas de liberdade.
No Concurso de Redação também foram contemplados: Jeizon Alberto da Silva, em segundo lugar, e Cleiton Mendonça, em terceiro, ambos do Presídio de Vitória de Santo Antão. A data da premiação ainda será definida pela Defensoria Pública da União.
Fonte: Com informações do Diário de Pernambuco

Nenhum comentário