Últimas Notícias

Suspeito teria incendiado ônibus porque fez sexo com a ex no veículo: 'para apagar as lembranças'

As chamas atingiram o ônibus e um caminhão da coleta de lixo de Nazária.  — Foto: Deyves / Portal Fala PiauíLucas Mateus Carvalho de Araújo, 20 anos, foi preso suspeito de atear fogo em um ônibus, no município de Nazária, 34 km de Teresina e confessou à polícia que cometeu o incêndio para tentar apagar as lembranças de uma relação sexual que teve com sua ex-companheira e também porque estava revoltado com o prefeito da cidade.
O crime aconteceu na segunda-feira (17) e homem foi encontrado na casa dos pais, no Bairro Dirceu, Zona Sul da cidade, na madrugada desta quinta-feira (20).
“Ele alega que no dia do fato fez uso de maconha e crack e tomou coragem para cometer o ato. Ele disse ainda que havia mantido relações sexuais com uma ex-companheira dentro do ônibus e queria apagar as lembranças. Outro motivo seria para se vingar do prefeito que teria oferecido emprego a ele e para mãe no período de campanha, mas não cumpriu a promessa”, disse o delegado Gilberto Silva, que fez a prisão.
Em depoimento para a polícia, o suspeito disse que usou uma garrafa de álcool para atear fogo somente no veículo e não teve a intenção de queimar os outros carros que estavam próximos do ônibus.
Suspeito disse que queria queimar somente o ônibus, mas as chamas acabaram se espalhando para o caminhão.  — Foto: Deyves / Portal Fala PiauíSuspeito disse que queria queimar somente o ônibus, mas as chamas acabaram se espalhando para o caminhão.  — Foto: Deyves / Portal Fala Piauí
Suspeito disse que queria queimar somente o ônibus, mas as chamas acabaram se espalhando para o caminhão. — Foto: Deyves / Portal Fala Piauí
“Ele disse que a intenção dele era queimar o ônibus, mas o álcool se espalhou e pegou também no caminhão, que viu a fumaça de um posto de combustível próximo e só no dia seguinte se deslocou para Teresina", completou o delegado.
Lucas Mateus Carvalho de Araújo tem 20 anos e foi liberado após ser interrogado e será indiciado por incêndio e dano qualificado.
*José Marcelo, estagiário sob supervisão de Maria Romero.

Nenhum comentário