Últimas Notícias

Tite se despede da mãe no Rio Grande do Sul: "É um momento difícil

A mãe do técnico Tite foi sepultada no final da tarde deste domingo em uma cerimônia reservada a amigos e familiares no Cemitério Parque, em Caxias do Sul. Dona Ivone Bachi morreu neste sábado, aos 83 anos, da causas naturais, na casa onde morava.
O técnico da Seleção chegou à cidade no início da noite de sábado para acompanhar o velório ao lado dos irmãos, Beatriz e Miro, e outros familiares. Durante o velório, realizado no Memorial São José, Tite falou com o repórter Renan Silveira, do jornal Pioneiro, sobre a morte da mãe.
– É um momento difícil. Ficamos a madrugada aqui reunidos por nossa mãe. Vou ficar mais uns dois dias aqui para resolver as coisas e ficar mais tempo em família – resumiu Tite.
Porthus Junior/Agencia RBS



O treinador estava em Porto Alegre quando foi surpreendido pela notícia da morte da mãe. Tite passou a manhã de sexta-feira na casa de dona Ivone e almoçou com ela.
Dona Ivone sempre foi uma incentivadora do filho, com quem dividia a fé nas orações. Durante a Copa do Mundo de 2018, inclusive, acompanhava as partidas com a camisa da Seleção no colo.
Em diversas entrevistas, Tite não cansava de demonstrar o orgulho que tinha da mãe e dizia que o sucesso que alcançou era resultado da educação que recebeu:
– Eu só cheguei até aqui porque eu tive uma grande mãe, um grande pai e um grande irmão.
Bruno Halpern/RBS TV

Ainda no sábado e neste domingo, diversas homenagens à dona Ivone foram realizadas em jogos de futebol pelo país, com o respeito de um minuto de silêncio. A CBF decretou luto de três dias pela morte da mãe do treinador e mandou uma mensagem em solidariedade ao técnico.
– Com Tite, o neto, Matheus Bachi, e toda família, compartilhamos o carinho e a solidariedade dos amigos da CBF, na certeza de que o amor e os bons momentos são eternos – diz trecho do texto.

Nenhum comentário