Últimas Notícias

Uma Mulher é torturada durante 24 horas por conta de mensagens no celular

Um homem de 25 anos foi preso em flagrante após manter a companheira, de 33, em cárcere privado e sob ameaças por aproximadamente 24 horas em Santos, no litoral de São Paulo. Equipes da Polícia Militar e da Guarda Municipal negociaram a rendição do homem. A vítima passou por atendimento médico e foi liberada.
A situação aconteceu no domingo (10), mas as informações foram confirmadas somente na manhã desta segunda-feira (11) pela Polícia Civil. Vizinhos ouviram barulhos vindos de um apartamento na Rua General Câmara, no bairro Paquetá, e acionaram a Polícia Militar para verificar o que realmente estava acontecendo.
Guilherme Lucio da Rocha/G1
No local, de acordo com informações da polícia, testemunhas disseram ter ouvido discussões do casal desde a manhã de sábado (9). Eles foram até o endereço e solicitaram reforço da guarda municipal e, também, de uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que seguiu para a área em seguida.
Por pelo menos uma hora, os agentes negociaram com o homem a rendição e liberação da mulher. Eles moravam juntos e não tinham filhos. Ainda segundo a polícia, durante as 24 horas em que ficou com a companheira no imóvel, ele teria a ameaçado de agressão utilizando uma faca e teria feito tortura psicológica.
Yasmin Vilar/G1
Após a negociação, ele se entregou e foi detido. Em depoimento, ele confessou tê-la mantido refém após ter visto mensagens no celular da mulher, o que o deixou com ciúmes. Não há detalhes sobre o teor do conteúdo visto no aparelho.
Ele foi levado ao 1º Distrito Policial da cidade, onde ficou preso pelos crimes de cárcere privado e ameaça. Já a mulher foi atendida por equipes do Samu e, sem ferimentos graves, também prestou depoimento na delegacia. Ela foi ouvida e liberada em seguida

Nenhum comentário