A Policia prende suspeito de tentar matar homem por dívida de R$ 5 em Nazária - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

7 de jun. de 2019

A Policia prende suspeito de tentar matar homem por dívida de R$ 5 em Nazária



Uma operação foi deflagrada na manhã desta sexta-feira (7) nas cidades de Nazária e Palmeirais visando prender suspeitos de crimes como estupro, homicídio e tráfico de drogas na região. Um deles, identificado como Dhysson de Sousa Moraes, teria tentado matar um homem por conta de uma dívida de R$ 5.
Resultado de imagem para fotos da policia


Até o momento, nove pessoas foram presas, dois adolescentes apreendidos e dois dos alvos já estavam no sistema penitenciário. Armas e drogas também foram apreendidas.


"A equipe de investigação deslocou-se até a zona rural de Nazária e após o cerco policial Dysin de posse de duas armas de fogo esboçou reação sendo rapidamente contido. Segundo o mesmo suas armas são perfeitamente funcionais e são utilizadas para sua 'defesa'. Ele é suspeito de promover arrastões na região da grande Nazária sendo um indivíduo de altíssima periculosidade que assombra a região", declarou o delegado Gilberto Franklin.


De acordo com o delegado, titular de Nazária, a operação é fruto de três meses de investigação contra pessoas suspeitas de praticar crimes de roubos qualificados na região entre as duas cidades.


"A princípio suspeitamos que existe uma ligação entre eles, com relação aos roubos qualificados que estavam acontecendo na região. A investigação continua agora que eles foram presos", disse o delegado Gilberto Franklin. O delegado Sebastião Alencar, gerente de policiamento metropolitano, comentou que a maioria dos presos também são investigados por crimes de homicídio.



Os presos e adolescentes apreendidos foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Teresina. Os policiais continuam em campo. "Houve uns desdobramentos e parte da equipe ainda está em diligências", comentou o delegado Gilberto.
Delegacia de Nazária — Foto: Reprodução/Polícia Civil


*Lorena Linhares, estagiária sob supervisão de Jaqueliny Siqueira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI