Internacional ;Há dois anos, um Incêndio em prédio residencial em Londres deixa 79 pessoas mortas - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

14 de jun de 2019

Internacional ;Há dois anos, um Incêndio em prédio residencial em Londres deixa 79 pessoas mortas

Há dois anos, em 14 de junho de 2017, um incêndio em um prédio de apartamentos em North Kensington, em Londres, deixou 79 pessoas mortas e fez outras 78 feridas. A perícia policial teve enorme dificuldade para identificar os mortos. Quatro dias após a tragédia, o comandante da Polícia Metropolitana de Londres informava que apenas cinco pessoas tinham sido identificadas, tal o estado em que as vítimas ficaram.
No balanço que a polícia fez sobre o número de mortos, também estavam incluídas as pessoas que estavam "presumidamente mortas", ou seja, que estavam desaparecidas, mas sem esperança de serem reencontradas com vida.



Esse incêndio foi um dos maiores já registrados em Londres. Testemunhas relataram que crianças foram jogadas das janelas da Grenfell Tower e várias pessoas se atiraram do edifício, em uma tentativa desesperada de fugir das chamas. Foram levadas para os hospitais 78 pessoas feridas.
A Polícia Metropolitana de Londres anunciou, uma semana depois, que a causa do incêndio no prédio residencial Grenfell Tower, que provocou tão elevado número de mortes, começou numa simples geladeira. Mas o revestimento da fachada não passou nos testes de segurança e ajudou o fogo a atingir proporções catastróficas.
Esse material era inflamável e o fogo foi escalando o prédio num efeito chaminé. O calor de mais de 700 graus não foi o único problema. O revestimento escondia um assassino: o cianeto de hidrogênio. A fumaça continha esse gás altamente tóxico, usado até em câmaras na execução de condenados à morte.
Metropolitan Police/AFP 
Um especialista afirmou que todos os apartamentos foram invadidos com grande quantidade de fumaça. Ele garante que já tinha alertado às autoridades sobre os perigos em 2011.
Mais de 200 peritos participaram dessas investigações. A detetive-chefe afirmou que o incêndio não foi intencional. A polícia pode instaurar um processo de homicídio culposo, quando não há intenção de matar, mas não revelou se esse procedimento seria adotado e nem quem seria processado.
As estimativas resultantes de trabalho das perícias apontaram 600 conjuntos habitacionais com o mesmo tipo de revestimento em Londres. O governo prometeu verificar todas as instalações desses prédios: saídas de emergência, extintores de incêndio, sinalizações. Mas o que vai dar mais trabalho é retirar cada um dos painéis.
BBC 
A mesma empresa que fez obras no Grenfell Tower, instalou revestimentos semelhantes em outras reformas de conjuntos habitacionais. A polícia prometia verificar com rigor se nos demais prédios que receberam esse tipo de revestimentos havia os mesmos riscos de incêndio, como esse que transtornou a vida dos moradores do edifício residencial, com o número de mortos e feridos tão elevado.
REUTERS/Marko Djurica 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI