Começa hoje o 46º Festival de Violeiros do Norte e Nordeste - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

23 de ago. de 2019

Começa hoje o 46º Festival de Violeiros do Norte e Nordeste



Um dos maiores espetáculos de repente acontece em Teresina: tem início hoje (23), e vai até domingo (25), o 46º Festival de Violeiros do Norte e Nordeste, no Teatro de Arena, na Praça da Bandeira, Centro da Capital, a partir das 19h. O evento, produzido pela Associação dos Violeiros e Poetas Populares do Piauí (Avipop) e Ponto de Cultura “Casa do Cantador”, que deve reunir cerca de 200 violeiros de todo o Brasil. 

Pedro Mendes Ribeiro, presidente da Avipop e Ponto de Cultura “Casa do Cantador”, enfatiza que o cordel tem uma grande referência cultural e de memória no Brasil, inclusive sendo referência em diversos países. O evento é um dos grandes responsáveis pelo resgate e disseminação da Literatura de Cordel no Brasil e no mundo. 

“Em 1971, a Literatura de Cordel, os grandes festivais, livros e folhetos, haviam desaparecido no Brasil e no mundo. e nós tivemos esse sonho de resgatar essa cultura, fizemos os primeiros contatos no Nordeste e voltamos impressionados com o abandono dessa maior conquista. Realizamos o primeiro Festival e de lá para cá foi um entusiasmo”, conta. 

Segundo Pedro Mendes, em 1975 uma equipe de pesquisadores dos Estados Unidos esteve no Piauí para gravar o Festival de Violeiros, divulgando para o mundo inteiro. A partir daí, a cultura do cordel se espalhou e diversos outros pesquisadores vieram ao Estado estudar essa cultura. 

Pedro Mendes, um entusiasta das manifestações populares - Foto: Elias Fontinele/O Dia


“Recebemos pesquisadores dizendo que se faziam festivais de violeiros no mundo todo, graças ao Piauí. Temos apoio integral do Governo do Estado e é esse apoio que ajuda a manter a Associação dos Violeiros e manter essa cultura viva. Com 46 anos de existência do Festival, notamos uma melhora no resgate da memória dos violeiros. Só o Festival de Teresina tem se preocupado com a renovação de valores, desde crianças que estão começando a pessoas que fazer isso há anos. O Festival cresceu ao longo dos anos. Não se encontra festivais em outros lugares com 30 violeiros e a nossa expectativa é de receber mais de 200 violeiros”, conta o presidente da Avipop. 

Pedro Mendes cita ainda que a São Paulo se tornou um dos maiores centros de referência de cordel no País e enfatiza que essa cultura tem se renovado a cada dia, com crianças de ambos os sexos fazendo rimas e versos. 

“Se pensa que repente é somente abrir a boca e cantar o que vem à cabeça, mas não é. Criamos o projeto Cordel nas Escolas, pois uma criança que estuda cordel tem um desenvolvimento mental que até hoje a ciência não pode explicar. Nós vamos às escolas e ensinamos as crianças a produzir repente, explicando a técnica, mas infelizmente o projeto está parado no Piauí”, lamenta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI