No Senado, comissão aprova criação da Frente Parlamentar do Matopiba - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

22 de ago. de 2019

No Senado, comissão aprova criação da Frente Parlamentar do Matopiba



Por unanimidade, a Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) do Senado aprovou nesta quarta-feira (21) a criação da Frente Parlamentar do Matopiba, que congrega o bioma Cerrado nos estados de Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia.

Para o senador Elmano Férrer (Podemos), membro titular da CDR, a nova Frente Parlamentar visa promover no Congresso Nacional um amplo debate em torno do aprimoramento da legislação federal capaz de promover a defesa e o desenvolvimento da região, que é uma importante fronteira agrícola do país.

“É uma medida importante, pois ela será formada por senadores dos quatro estados e fará as modificações e os ajustes necessários à legislação existente, no sentido de permitir a apresentação de projetos de lei capazes de dotar essa região, com as caraterísticas idênticas, da infraestrutura necessária ao desenvolvimento, como estradas, energia, agências bancárias financeiras ao desenvolvimento do agronegócio”, disse o senador piauiense.

O senador Elmano Férrer foi um dos articuladores da Frente, que vai discutir o potencial produtivo da região - Foto: Assis Fernandes/O Dia


Trata-se de uma iniciativa importante do senador Roberto Rocha, do Maranhão, tanto para o desenvolvimento econômico quanto para a conservação ambiental. O Matopiba é composto por mais de 300 municípios, e segundo a Embrapa, possui 324 mil estabelecimentos agrícolas e 46 unidades de conservação, o que dá uma ideia da importância da união de esforços.

Ao todo, 337 municípios compõem o chamado Matopiba que, segundo um levantamento realizado pelo Grupo de Inteligência Estratégica (GITE) da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), conta com cerca de 324 mil estabelecimentos agrícolas, 46 unidades de conservação, 35 terras indígenas e 781 assentamentos de reforma agrária.

“Os parlamentares desses estados vão lutar pelo aperfeiçoamento da legislação, em favor do desenvolvimento da região, da preservação do bioma Cerrado e das nascentes dos rios. Por isso, sou signatário dessa frente desde a primeira hora”, complementou Marcelo Castro (MDB), outro piauiense membro da comissão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI