Voo de Wellington Dias de volta para o Brasil é cancelado por alerta de tufão - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

10 de ago de 2019

Voo de Wellington Dias de volta para o Brasil é cancelado por alerta de tufão



O governador Wellington Dias (PT) será forçado a permanecer pelo menos mais três dias na China, por conta de um alerta de tufão emitido pelo Centro Meteorológico Nacional da China nesta sexta-feira (9), o que provocou o cancelamento de centenas de voos no país pelo menos até a próxima segunda-feira, dia 12 de agosto.

Wellington está em Xangai, cidade que fica justamente numa das regiões que serão mais severamente atingidas pelo supertufão Lekima.

O ciclone já é considerado pelas autoridades chinesas o mais forte a atingir o país desde 2014.

Segundo a Coordenadoria de Comunicação do Estado (CCom), a previsão inicial era que Wellington retornasse ao país ainda neste final de semana, com previsão de chegada ao Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza (CE), no domingo (11). Agora, na melhor das hipóteses, Wellington só chegará ao Brasil no meio da próxima semana.

Conforme informações da agência de notícias EFE, o Centro Meteorológico Nacional da China emitiu alerta vermelho por conta da iminente chegada do Lekima à província de Zhejiang, no litoral leste do país, o que deve ocorrer neste sábado (10), provocando fortes chuvas na região.

O alerta vermelho é o mais alto do sistema de alertas da China, que possui quatro níveis, levando as autoridades a preparar evacuações, suspender ligações ferroviárias, viagens aéreas e a exigir o regresso de embarcações aos portos.


O alerta vale para toda a região do Delta do Rio Yangtzé, onde fica a metrópole de Xangai, que fica ao norte da província de Zhejiang.

O Lekima atingiu a categoria de supertufão na última quarta-feira (7), com ventos de mais de 230 km por hora, mas deve diminuir sua intensidade após chegar em Zhejiang.

Agenda na China

O governador Wellington Dias reuniu-se nesta sexta-feira com representantes da China Communications Construction Company (CCCC Shangai), e apresentou oportunidades de negócios para a empresa no Piauí. 

A companhia chinesa já possui projetos no Brasil, em parceria com a Concremat Engenharia. De acordo com a CCom, durante a reunião com Wellington e com sua equipe, os representantes da empresa teriam manifestado interesse no Porto de Luís Correia.


O governador e sua equipe reuniram-se com representantes de empresa chinesa (Foto: Álvaro Carneiro / CCom)

Segundo o governador, a ideia é trabalhar em um projeto para a obra do Porto de Luís Correia, por meio de uma parceria público-privada (PPP). “Eles têm muita experiência nessa área de portos e poderão nos auxiliar com a ferrovia do porto de Luís Correia em direção a Teresina e ainda uma integração com a ferrovia transnordestina. Com isso, temos cerca de 14 milhões de toneladas de carga com perspectiva de crescimento agrícola e em mineração”, destacou Wellington.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI