Segurança anuncia criação de aplicativo para atendimento da Polícia Militar - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

4 de fev. de 2020

Segurança anuncia criação de aplicativo para atendimento da Polícia Militar



Mais uma vez a Segurança Pública do Piauí vai contar com o uso da tecnologia para combater a criminalidade e garantir ao cidadão uma nova ferramenta de prevenção. Está sendo desenvolvido o aplicativo PMPI Cidadão que tem por objetivo aproximar a Polícia Militar do Piauí (PM-PI) ao cidadão por meio do oferecimento dos serviços de proteção. Ele será lançado ainda este mês de fevereiro pelo governador Wellington Dias.

Com o aplicativo, é possível registrar emergência, acionar botão de pânico de violência doméstica e acessar inúmeros outros serviços prestados pela Polícia Militar. Uma das vantagens do aplicativo PMPI Cidadão é a possibilidade de acionar a Polícia Militar de forma mais rápida e efetiva, com envio da localização exata da ocorrência, fotos, vídeos e áudios sobre o incidente. Isso permitirá mais agilidade na comunicação e um maior detalhamento da ocorrência para auxiliar o policial militar no momento do atendimento.

Para utilizar os serviços é necessário ter um dispositivo móvel com sistemas operacionais Android ou IOS, com tecnologia de dados móveis/Wi-Fi e GPS. “É um aplicativo que permite o envio de mídias. É mais agilidade de comunicação que vai auxiliar o policial militar no momento do atendimento ao cidadão”, garantiu o major Gustavo Campelo, chefe do Copom.


É preciso também realizar um cadastro prévio e aceitar a política de privacidade e segurança da informação. Os dados enviados no aplicativo serão usados apenas pela Polícia Militar. Todos os dados enviados são sigilosos e as ocorrências serão atendidas de acordo com a gravidade.

“O App é a coroação da nossa plataforma digital de atendimento às ocorrências que já existe desde abril de 2019, com o PM-PI Mobile. Ele vem trazendo o slogan “a segurança na palma da mão”, com referências de tudo de mais moderno que existe no cenário digital”, afirmou o major Álvaro Lebre, sub-chefe do Copom.

Ainda segundo o major, não é necessário falar com um atendente, apenas registrar ou enviar os dados para a Polícia Militar, permitindo, assim, que pessoas com deficiência auditiva e palatal possam utilizar perfeitamente o aplicativo PMPI Cidadão.

A Polícia Militar do Piauí ressalta que é proibido repassar informações falsas durante o uso do aplicativo, sujeitando o responsável às sanções penais, conforme prevê o art. 340 do Código Penal Brasileiro (provocar a ação de autoridade, comunicando-lhe a ocorrência de crime ou de contravenção que sabe não se ter verificado. Pena: detenção de um a seis meses, ou multa).

Para um melhor atendimento, é importante manter sempre o número de telefone atualizado, pois se houver necessidade, uma equipe da PM-PI entrará em contato pelo telefone cadastrado.

Fonte: Da Redação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI