Teresina registra queda de 83% no número de casos de dengue - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

25 de jun. de 2020

Teresina registra queda de 83% no número de casos de dengue


Como resultado de um intenso trabalho realizado pelo município, Teresina está apresentando um baixo risco para infestação por Aedes aegypti. O número de casos de dengue teve queda de 83% em comparação ao mesmo período do ano passado. Dados da Fundação Municipal de Saúde (FMS) apontam que, neste mês de junho, o índice de infestação predial foi de 0,9%. O número está muito abaixo do que foi registrado no segundo levantamento do ano realizado em março, que era de 3%. 

Teresina registrou, de 1°janeiro a 22 junho deste ano, 558 casos confirmados de dengue, doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti e não foi notificado nenhum óbito desde o começo de 2020. “Temos trabalhado para reduzir o índice de infestação do mosquito, realizando visitas domiciliares, recolhimento de pneus e o esgotamento dos ovos do mosquito em pontos estratégicos. Mas acreditamos também que a sanitização da área externa de espaços públicos, que possuem grande fluxo de pessoas, pode ter sido um dos fatores que possibilitaram a interrupção no ciclo biológico do Aedes aegypti”, informa a gerente de Zoonoses da FMS, Oriana Bezerra. 

Reprodução

Ela explica que o Aedes é um vetor muito sensível a odores. “O produto usado na sanitização, um composto de hipoclorito de cálcio, que contem cloro, pode ter ajudado na interrupção do desenvolvimento biológico do mosquito, matando as larvas do transmissor. É importante enfatizar que a sanitização por si só não impede a proliferação do mosquito. É preciso que a população tenha consciência de manter suas casas livres de criadouros, evitando a existência de focos do Aedes”, alerta Oriana.


Segundo dados da Gerência de Zoonoses, este ano já foram retirados 270 mil ovos do mosquito, que também causa a zica e a chikungunya. "Pelas condições climáticas de Teresina, um ovo do mosquito pode passar para a fase adulta em apenas cinco dias", explica a diretora de Vigilância em Saúde da FMS, Amariles Borba, ressaltando que, este ano, Teresina não registrou nenhum caso de zica, entretanto foram confirmados 59 casos de chikungunya.


A zona Norte da capital lidera em casos de dengue. Os dez bairros com maior números de casos são: São Joaquim (25), Mocambinho (20), Primavera (17), Mafrense (17), Parque Brasil (16), Buenos Aires (16), Matadouro (13), Parque Alvorada (12), Água Mineral (11) e Real Copagre (10).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI