MP inspeciona hospital de campanha anexo ao HUT - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

15 de ago. de 2020

MP inspeciona hospital de campanha anexo ao HUT

 Foto: Divulgação MPPI

O Ministério Público do Estado realizou uma inspeção no hospital de Campanha João Claudino Fernandes, anexo ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT), nesta sexta-feira(14). Técnicos do Grupo Regional de Promotorias de Justiça Integradas no Acompanhamento da Covid-19 – Eixo Saúde (SUS percorreram as cinco tendas montadas, onde três estão funcionando com Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para atender pacientes graves com Covid. 

Das cinco tendas, três estão em funcionamento e havia 21 leitos ocupados. O engenheiro civil e um médico, servidores do MP, acompanharam a comitiva, avaliaram a estrutura e conversaram com os profissionais de saúde. 

 A única deficiência encontrada pela equipe – o estoque reduzido de bloqueadores musculares. A gestão do hospital explicou que a dificuldade na compra desse tipo de fármaco é um problema enfrentado por diversos estados do país em função da grande procura. Eles explicaram, ainda, que a Fundação Municipal de Saúde (FMS) tem procurado outros fornecedores de remédios e está em contato com o Ministério da Saúde para solucionar a situação.

O hospital de campanha, que fica na zona Sul de Teresina, possui cinco tendas, cada uma tem capacidade para até 12 leitos, mas, no momento, apenas três tendas estão em atividade. As demais passarão a funcionar à medida que a demanda de pacientes aumentar. Os leitos da unidade de saúde são todos Unidade de Terapia Intensiva (UTI), ou seja, estão destinados, prioritariamente, para o tratamento de casos mais graves de pacientes com o novo coronavírus. Os pacientes chegam à unidade de saúde regulados por outros hospitais.

As inspeções nas unidades de saúde são realizadas pelo Ministério Público em parceria com outros órgãos, como os conselhos profissionais, com objetivo de verificar se as unidades de saúde e os serviços ofertados, estão de acordo com as normas de segurança das autoridades de saúde e sanitária.

O trabalho de inspeção foi feito pelo engenheiro civil André Castelo Branco e pelo médico Celso Pires Filho, ambos servidores do Ministério Público do Piauí, além do presidente do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional do Piauí (Crefito-14ª Região), Rodrigo Amorim, e pela fiscal do Crefito-14, Grazielle Alapenha.

As informações coletadas na inspeção de hoje serão encaminhadas aos promotores de Justiça do Grupo Regional de Promotorias Integradas no Acompanhamento da Covid-19 – Eixo Saúde (SUS), que adotará medidas para que a FMS promova melhorias no hospital, com base nos relatórios técnicos elaborados pela equipe de fiscais.

 

Da redação
redacao@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI