Lojista tem prejuízo de R$ 300 mil após incêndio no Shopping da Cidade - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

11 de ago. de 2020

Lojista tem prejuízo de R$ 300 mil após incêndio no Shopping da Cidade

Saiba qual é a diferença entre fogo e incêndio - Gifel
O incêndio que atingiu 16 lojas do Shopping da Cidade, na noite desta segunda-feira (10) em Teresina, deixou vários prejuízos e os proprietários das lojas arrasados. O local estava fechado desde março e foi exatamente nessa segunda-feira, data da retomada das atividades, que tudo aconteceu.
Lojas atingidas pelo fogo
Com o tempo que passaram parados, os proprietários das lojas fizeram altos investimentos para que pudessem atender da melhor forma os clientes durante o retorno das atividades e agora vão amargar vários prejuízos.


A lojista Maria do Socorro Oliveira Alencar, mais conhecida como Loura, tinha quatro boxes que juntos formavam a loja “Shoppinho das Crianças”. Ela explicou que fez um investimento de R$ 300 mil em mercadorias na reabertura da loja e agora perdeu tudo.

“É uma coisa tão triste a gente ver as nossas coisas se acabando e não poder socorrer. A minha mercadoria estava toda ali, a gente começou a trabalhar ontem e estávamos com uma alegria danada, vieram muitas pessoas ontem. Tínhamos uns R$ 300 mil em mercadorias. A gente estava há 11 anos aqui, primeiro começamos no calçadão e depois viemos para o shopping. O que eu passei ontem, não quero para ninguém nesse mundo”, lamentou.

O especialista no conserto de relógios, Nicomedes Vicente de Brito, de 72 anos, explicou que investiu R$ 60 mil em produtos para a sua loja, onde ele vende e conserta relógios. Ele trabalha há 40 anos na área. “Um prejuízo que a gente não sabe com quem vai ficar. Eu não tenho seguro e vamos esperar o que vão dizer para a gente. Ninguém pode se desesperar, não podemos fazer nada, temos que nos conformar. O incêndio atingiu a parte frontal da praça, então nós que vamos ficar com um prejuízo imenso para nós que somos trabalhadores. Agora, eu investi [nesse retorno] R$ 60 mil em mercadoria, fora os produtos que já tinham lá”, afirmou.

O coordenador do Shopping da Cidade, Denis Loureiro, afirmou que a equipe da Prefeitura de Teresina ainda vai se reunir para adotar alguma medida com o objetivo de poder auxiliar os trabalhadores que tiveram suas lojas atingidas, mas ainda não há um plano a ser adotado inicialmente. “Ninguém esperava por isso, é uma fatalidade. Nunca tinha acontecido isso no nosso shopping. Agora, se tiver que mudar a estrutura, vai mudar, para o nosso comodatário estar seguro”, pontuou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI