Covid-19:Pesquisa estima colapso na saúde e 31 mortes diárias no Piauí - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

4 de mar. de 2021

Covid-19:Pesquisa estima colapso na saúde e 31 mortes diárias no Piauí



Um estudo realizado pela Universidade Federal do Piauí (UFPI), em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), indicam que o Piauí deve atingir um pico de 23 mortes por dia por Covid-19 em 14 de maio seguindo as condições atuais e até 31 óbitos diários no pior cenário, caso não sejam radicalizadas as medidas de prevenção ao coronavírus.


Emídio Matos, professor da UFPI que integra os estudos, destaca que as projeções não são animadoras e que já há registro de colapso no Piauí, já que alguns municípios estão sem vagas de leitos de UTIs. O pesquisador recomenda medidas mais duras como lockdown, aumento de testagem, abertura de mais leitos de UTIs e campanha de uso de máscaras, evitar aglomerações e medidas de higiene para tentar conter a taxa de transmissibilidade do vírus.

“Nós já registramos no Piauí um colapso em algumas regiões com a falta devagas em leitos de UTI, mas é preciso não só ampliar as vaga, mas ter equipe e insumos. Além de promover um lockdown diferenciado, fortalecer a rede primária de saúde e fazer rastreio de contato orientando para o isolamento correto, ampliando a vigilância ambulatorial para detectar mutações no Piauí e melhorar a comunicação com a população.”, enfatiza.





A avaliação foi feita pesquisadores da UFPI e apresentadas para a Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi). O levantamento elaborado em parceria com o Institute for Health Metrics and Evaluation (IHME), da Universidade de Washington, também foi apresentado ao governador Wellington Dias (PT), que se reuniu com o Comitê de Operações Emergenciais (COE) e anunciou novas medidas restritivas na noite desta quarta-feira (03).

O relatório apontou ainda que o Piauí já enfrenta colapso na saúde na região Norte com tendência de se agravar ainda mais a região “Entre Rios”, onde fica Teresina. De acordo com os pesquisadores, o Piauí vive o momento mais letal da pandemia. 



No pior cenário, segundo as projeções, sem o uso adequado de máscaras por pelo menos 95% da população e sem medidas restritivas, haverá registro de 5.014 mortes com 31 óbitos por dia. Com a população usando máscaras, o índice de mortes cai para 7 mortes por dia.

O Núcleo de Estudo em Saúde Pública da UFPI acompanha a evolução da pandemia desde abril do ano passado. Em todas as projeções, os números indicam tendência de crescimento tanto para novos casos e óbitos. “É possível observar o momento que compreende a primeira onda dos casos, de junho a agosto de 2020. No fim da série histórica, identifica-se um aumento de novos casos da doença, apresentando uma tendência positiva, com um incremento de 19% quando comparado a 14 dias atrás”, revela trecho da pesquisa.



De acordo com o relatório, os casos diários estavam reduzindo até a primeira quinzena do mês de agosto. “Após os eventos das eleições e as festas de fim de ano, verificou-se uma tendência de aumento. Após o dia 13 de fevereiro, os casos começaram a aumentar, após reduções em dias anteriores”, pondera.

O estudo destacou também que na primeira onda da doença, o estado registrou mortes acima de 25 óbitos por dia. “Ao fim da série histórica, identifica-se um aumento nas mortes pela doença, verificando uma tendência de alta, com incremento de 60% quando se compara 14 dias atrás”, finaliza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI