Diretora do Interpi morre por Covid três dias após óbito do filho - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

27 de mar. de 2021

Diretora do Interpi morre por Covid três dias após óbito do filho

 Foto: arquivo pessoal

A separação entre mãe e filho demorou três dias. Regina Lourdes Carvalho de Araújo, 62 anos, era engenheira agrimensora e diretora fundiária do Instituto de Terras do Piauí (Interpi). Ela morreu neste sábado (27) por complicações da Covid-19, três dias depois do filho Samuel Carvalho de Oliveira Costa, 33 anos, funcionário do mesmo órgão, que morreu no último dia 24 com sintomas da doença. 

Os dois estavam internados na UTI de hospitais distintos. Intubada, a mãe não conseguiu saber da morte do filho. 

Regina Lourdes era servidora pública e tinha 40 anos à frente do Interpi, sendo considerada um alicerce por amigos de trabalho. Samuel Carvalho era funcionário terceirizado, fazia parte da equipe técnica da Diretoria de Operações (Diope) do interpi e também deixa um histórico dedicação. 

Os dois eram consideradas pessoas muito queridas. Amigos lamentam as perdas e pedem que a população mantenha o distanciamento social, higienize as mãos e mantenha outros cuidados preventivos para evitar a doença que mata quase 4 mil brasileiros por dia.

Foto: arquivo pessoal

Por meio de nota, o Interpi lamentou a morte de Regina:

É com extremo pesar que lamentamos o falecimento de Regina Lourdes Carvalho de Araújo Costa, diretora fundiária deste Instituto de Terras do Piauí, ocorrido na manhã deste sábado, 27 de março, em consequência de complicações da Covid-19.

Regina Lourdes era amada e respeitada por todos os colegas, sendo considerada o mais sólido alicerce de todo o trabalho fundiário desenvolvido nestes 40 anos de existência deste Interpi.

Com sua competência e profundo conhecimento da área de regularização fundiária, Regina conquistou também grande estima e respeito de todos os requerentes e público em geral em busca de informações e orientações nesta Casa. Regina tinha profundo conhecimento de todos os setores e serviços da área fundiária.

Regina era ainda muito querida por aqueles mais simples e vulneráveis, que tinham na diretora um verdadeiro amparo em suas inquietações e luta pelo direito à terra onde vivem e trabalham. 

Para todos, sejam requerentes, públicos especiais, visitantes em comum ou gestores, Regina tinha sempre um largo e contagiante sorriso - que ficará gravado na memória coletiva como um dos mais caloroso gesto de acolhimento humano. Regina era puro sorriso e paciência.

Regina Lourdes foi servidora pública e ocupava a Diretoria Fundiária do Interpi. Ela era engenheira agrimensora, formada pela Universidade Federal do Piauí.

Neste momento de irreparável perda para o Interpi e de imensurável dor para os familiares e amigos enlutados, rogamos a Deus que receba Regina Lourdes em sua morada, e que permita a todos o conforto necessário para suportar esse momento de sofrimento profundo, mantendo em nossas mentes e corações a imagem de uma grande piauiense que dedicou, incansavelmente grande parte de sua vida ao serviço público de atendimento aos cidadãos, dentro do trabalho de regularizaão de terras. 


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI