Frentista é esfaqueado após se negar a vender bebida para cumprir decreto - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

29 de mar. de 2021

Frentista é esfaqueado após se negar a vender bebida para cumprir decreto

 Um frentista de um posto de combustível sofreu uma tentativa de assassinato no último sábado, 27 de março na Avenida Presidente Médici, na cidade de Timon. De acordo com informações, o crime se deu após o profissional se recusar a vender uma bebida alcoólica para dois homens, com objetivo de cumprir o decreto municipal.

Os criminosos, que são pai e filho, atacaram o frentista com vários golpes de facão e danificaram alguns veículos que estavam parados no posto. 

Segundo o empresário, dono do posto de combustível, a dupla foi ao local a primeira vez querendo comprar bebida, mas o frentista se negou a vender afirmando que já tinha ultrapassado o horário limite estabelecido pelo decreto. Após isso, os homens voltaram no local quatro vezes, sempre ameaçando o profissional. Na última, conseguiram esfaquear a vítima na perna e na mão.


“O motivo foi porque como existe o decreto em Timon nossa conveniência não pode vender bebida a partir de 21h, eles dois chegaram por volta de meia noite, insistindo em querer comprar bebida, o segurança do posto pediu que eles se retirassem porque não tinha mais bebida alcoólica ali naquele momento, então começou o bate boca, ele jogou um vidro de álcool no chão e saíram ameaçando, dizendo que ia matar. Logo em seguida retornaram com mais dois em uma moto, foram para cima do segurança que correu, teve que se evadir, o frentista fugiu também, correram atrás dele até na Guarda Municipal que fica próximo, mas ele conseguiu escapar deles com a ajuda de um Uber. Depois que acalmou tudo, ele retornou, depois eles voltaram mais duas vezes, ameaçaram novamente e quando foi na quarta vez eles pegaram o frentista de surpresa, isso por volta de 04h29, ele entrou na conveniência, tentou fechar, mas foi alcançado, derrubado e esfaqueado. Eles atingiram mais na perna e na mão dele. Foi sorte porque o profissional conseguiu segurar a faca para não ser atingido no pescoço, foi quando ele cortou os dedos dele, quase decepando, por pouco não morre, tudo por conta da bebida”, lamentou o empresário. 

Frentista foi perseguido pelos dois homens após se recusar a vender bebida alcoólica - Foto: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI