Moradores pedem solução para poluição do Riacho Mocha em Oeiras - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

17 de mar. de 2021

Moradores pedem solução para poluição do Riacho Mocha em Oeiras

 

Passagem molhada que dá acesso a Loc. Coqueiro (Foto: Oeiras em Foco)
Passagem molhada que dá acesso a Loc. Coqueiro (Foto: Oeiras em Foco)


4 Moradores, 3 do Arizona e 01 do Povoado Caldeirões, procuraram a redação do Portal Oeiras em Foco no início da tarde desta terça-feira (02), para pedir que, segundo eles, a plataforma de notícias os ajudassem com um problema causado pela Estação de Tratamento de Esgoto localizado no Bairro Arizona na cidade de Oeiras.

Segundo os moradores que preferiram não se identificar, além da fedentina que já é comum, principalmente em horários que vetam mais forte, há um outro problema seríssimo no que se trata de parte de saúde sanitária e danos ambientais.

Eles revelaram que o problema já existia com a Agespisa (Águas e Esgotos do Piauí S.A.), que melhorou assim que o SAAE assumiu, mas que agora está pior que estava antes do Serviço Autônomo de Águas e Esgotos assumir a Estação de Tratamento de Esgoto.

Estação de Tratamento de Esgoto do Bairro Arizona (Foto: Oeiras em Foco)

"Estou vindo aqui porque não aguentamos mais, algo de definitivo tem de ser feito. Por favor, eu não estou fazendo política, não dependo disso, queremos que resolva o problema que já tinha com a Agespisa, melhorou assim que o SAAE assumiu mas agora está pior de que quando eles assumiram", implora o morador do Arizona.

Já segundo a moradora do Povoado Caldeirões, o problema vai além, e diz que vários peixes estão morrendo na extensão do Mocha que deságua no Rio Canindé.

"Te convido a ir lá com a gente para ver a situação, parece que estamos alarmando, não é! Lá tem vários peixes mortos, essa água da "barreira de contenção" está vazando para mocha fluentemente sem nenhum tratamento e isso está causando um dano ambiental não só para o mocha mas para o Rio Canindé. Onde ele deságua também morre peixes, é só você e lá ver! Cadê e a Vigilância Sanitária que não ver isso?", questiona veementemente a moradora.

"Creio que como imprensa pode nos ajudar com esse problema e queríamos que você fosse com a gente lá", convida outro morador do Arizona.

Agua poluída e grande quantidade de peixe mortos no Riacho Mocha, Oeiras-PI (Foto: Oeiras em Foco)

O Portal Oeiras em Foco foi até a Estação de Tratamento de Esgoto do Bairro Arizona, e pode constatar a fedentina no local, mesmo já no início da noite onde não há fortes ventos. No momento em que estivemos no local não havia aeradores funcionado. Ainda foi possível ver que a água é despejada dentro do Mocha, um pouco antes da ponte do Arizona.

Grande quantidade de espuma mostra poluição do Riacho Mocha (Foto: Oeiras em Foco)

Antes já havíamos ido sobre uma passagem molhada que dá acesso a Localidade Coqueiro, lá a situação sobre o dano ambiental relatado pela moradora do Povoado Caldeirões era notório. Vários peixes mortos antes e depois da ponte, água com tonalidade escura, e com forte odor, além de espumar bastante, típico de águas poluídas.

No início da tarde, percorremos uma boa parte da marginal do Riacho Mocha, e é nitidamente claro que há dispensa irregular por parte da população de esgotos, dejetos e lixo na extensão do mesmo, itens esses que deveriam ir para Estação de Tratamento e Lixões.

Galeria do Mocha com dejetos de esgotos e lixo, zona urbana de Oeiras (Foto: Oeiras em Foco)

O que diz o SAAE

O Serviço Autônomo de Água é Esgoto de Oeiras (SAAE), nos enviou uma nota e disse que o problema de poluição no Riacho Mocha que está causando problemas ambientais e sanitários não é causado pela Estação de Tratamento de Esgoto, pois cumpri todas as responsabilidades no que cabe ao controle e tratamento da água e esgoto do município de Oeiras e que o problema existe porque há despejo de esgoto não tratado em vários pontos do Riacho Mocha.

"O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Oeiras (SAAE) informa a população oeirense que cumpri todas as responsabilidades no que cabe ao controle e tratamento da água e esgoto do município de Oeiras. Através do bom desempenho dos nossos serviços, adquirimos a licença ambiental para nossas atividades, concedida pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMAR), licença que antes da gestão do SAAE era inexistente.

Ressaltamos que possuímos total controle do tratamento realizado na estação e dos resíduos que são despejados. Frisamos que, se existe contaminação, não é por parte da Lagoa de tratamento, pois também existe despejo de esgoto não tratado em vários pontos do Riacho Mocha. Esses resíduos não tratados são despejados de forma irregular na rede de drenagem da cidade, atingindo parte do Mocha. Frisamos que a autarquia já realizou várias ações de conscientização para evitar o descarte irregular do esgoto, inclusive realizando notificações oficiais aos usuários que praticam essa ação.

O SAAE destaca que o problema não é com relação ao esgoto tratado pela estação, mas sim dos dejetos despejados de forma irregular, que acabam chegando no Mocha. Reforçamos nosso compromisso diário de levar saúde e bem-estar a toda população".

O que diz A Vigilância Sanitária

Procuramos a coordenadora da Vigilância Sanitária de Oeiras, Lívia Rego, no qual nos informou que a competência para responder sobre o assunto era do SAAE e da GEMA. "Solicito que procure o SAAE e a Gerência de Meio Ambiente. Eles têm subsídios técnicos para repassar informações sobre a situação que você relata", resumiu Lívia.

O que diz a GEMA

A Gerência Municipal de Meio Ambiente informou que necessário fazer uma visita inloco em conjunto com o SAAE e Secretaria de Obras para verificar e identificar todo o problema e a partir de então tomar as devidas providências.

"Diante da denúncia hora feita pelos moradores das localidades acima citados ARIZONA E CALDEIRÃO, nota - se a necessidade de fazer intervenções no sentido de fiscalizações In loco, para que haja precisão nas conclusões e formas de atuar, pois o esgoto da estação é tratado previamente, daí será feito constatações e fiscalizações nos domicílios que despejam de forma incorreta os resíduos chegando até os cursos de água do município de Oeiras, durante os próximos dias envolvendo os seguintes órgãos: SAAE, GEMA e SEC. DE OBRAS.

Consequentemente após isso serão tomadas as devidas providências".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI