Professor de Biologia morre vítima de Covid; segundo docente em três dias - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

23 de mar. de 2021

Professor de Biologia morre vítima de Covid; segundo docente em três dias

 Reprodução Instagram


Professores Chico Carlos e Rodrigo Correa morrem por complicações da Covid

Dois professores de escolas particulares morreram vítimas da Covid-19 nos últimos três dias. O professor de História, Francisco Carlos Sousa Ferreira, conhecido como Chico Carlos, de 53 anos, faleceu no último sábado (20) e o de Biologia, Rodrigo Correa, de 32 anos, que faleceu na madrugada desta terça-feira(23). 

O professor Francisco Carlos lecionava há mais de 25 anos nos colégios CPI, São José e foi docente em outras escolas particulares e não resistiu às complicações da doença. O mesmo aconteceu com Rodrigo, que foi intubado ainda na semana passada e nesta terça, não resistiu. 

Colega de profissão e amigo pessoal de Rodrigo, o professor José Willames disse que continuou se comunicando com ele e só perdeu o contato com a intubação. “Enquanto ele estava se tratando em casa, a gente conversava todo dia. Mas, disse que sentiu falta de ar e se internou e estava no oxigênio. Depois disso, não nos falamos mais e hoje fui surpreendido com a notícia”, contou o professor. 

Ele disse que ainda não acredita que o colega morreu. “Eu não consegui assimilar as coisas. Ainda estou transtornado”, afirmou. 

Rodrigo era professor no Colégio das Irmãs onde há cerca de cinco anos dava aulas no ensino fundamental e laboratório para alunos do ensino médio e no Colégio Gilberto Campelo. 

Escolas supenderam as aulas nesta terça pela morte do professor e divulgaram nota de pesar. 

O Colégio Sagrado Coração de Jesus lamenta o falecimento do Professor Rodrigo Correa Santos, ocorrida na madrugada de hoje, 23 de março. Sentimos profundamente a dor pela partida tão precoce de um colega que viveu partilhando amizade, carinho e amor com todos quantos lhe honraram a saudável companhia. É triste o e doloroso o momento! Mas busquemos a força no Senhor da Vida para continuar a missão educativo-cristã que o nosso querido Professor Rodrigo tão bem desempenhou. A Jesus Salvador suplicamos a generosidade para acolher a alma de nosso irmão, a luz para iluminar-lhe as virtudes, a misericórdia para mitigar qualquer falta. A nosso Senhor suplicamos também sabedoria para aceitar a pranteada ausência e graças de luz e bênçãos para familiares e amigos. Em Deus, a certeza da vida eterna; em nós, a esperança de alcançá-la em plenitude.

Em face deste momento de grande tristeza, o Colégio comunica a suspensão, nesta terça-feira (23.3.2021), das aulas presencial e remota em todas as turmas da Educação Infantil ao Ensino Médio


 

É com profundo pesar que o Colégio Gilberto Campelo recebeu a notícia da morte precoce do Professor Rodrigo Corrêia, ocorrido na madrugada de hoje (23/03) em Teresina. Nossos pêsames à família, parentes, amigos e alunos do nosso querido professor. Solidarizamos confiantes no consolo eterno. Jesus disse : "eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim não morre, mas passa desta vida para a outra...." Estão suspensas todas as aulas de todas as séries e cursos hoje.

Colégio Gilberto Campelo

 

Casos de Covid nas escolas 

O número de casos de covid nas escolas tem aumentado significativamente nas últimas semanas. Em uma semana – 153 professores, trabalhadores e alunos testaram positivo para a Covid-19, sendo 57 professores, de acordo com o Sindicato dos Professores e Auxiliares da Administração Escolar do Estado do Piauí (Sinpro).

O presidente do Sinpro, Jurandir Soares, ressalta que é preciso suspender as aulas presenciais, para reduzir o que ele classifica de surto. 

“Já entramos com pedido ao Ministério Público do Trabalho pela suspensão das aulas presenciais, porque em uma semana já morreram professores. Do dia 08 de março ao dia 19 tivemos um total de 133 casos a mais nas escolas particulares, então está havendo sim havendo um surto. Tivemos um total de 57 professores. Estamos pedindo, implorando a suspensão dessas aulas presenciais. É urgente, porque não é possível que as autoridades e próprio Sinepe não se sensibilize com as mortes desses professores. Terão que morrer quantos professores para essas aulas serem paralisadas?", questiona Jurandir Soares. 

O sindicato aguarda manifestação do MPT, que pediu ao Comitê de Operações Emergenciais (COE) os dados da pandemia nas escolas, para analisar o se entra com pedido de liminar para suspender as aulas. 

Jurandir Soares informou que uma nova reunião com o MPT está prevista para ainda hoje. 


Caroline Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI