Robert Rios diz que Teresina vive colapso na saúde e pede que população evite sair de casa - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

22 de mar. de 2021

Robert Rios diz que Teresina vive colapso na saúde e pede que população evite sair de casa

  Imprimir

O vice-prefeito de Teresina e secretário de finanças, Robert Rios, definiu a situação hospitalar da capital do Piauí no atendimento a pacientes com covid-19 como caótica. Em entrevista à TV Cidade Verde nesta segunda-feira (22), ele reiterou que não há mais leitos disponíveis e que não para de chegar doentes nas unidades de saúde.

“A rede pública e privada hospitalar de Teresina entrou em colapso. Nunca se esperou uma demanda tão grande de gente procurando os hospitais. As nossas UBS já foram todas transformadas em mini hospitais. A prefeitura faz um esforço de montar leitos, mas não estamos dando conta. A cada hora chega mais gente contaminada”, afirmou.

Com a saúde em colapso, o gestor disse que a população também precisa colaborar e evitar aglomeração.

“O melhor controle disso tudo agora é cada um se autofiscalizar, se autodisciplinar, não aglomerar. Não se pode mais aglomerar. Se você hoje pega essa doença você não tem hospital pra ir. A situação é gravíssima. É hora de cada um mostrar o amor que tem por si mesmo e se precaver, ficar o mais isolado possível”, declarou.

Decreto

O secretário garantiu que Teresina não fará mais decreto com restrições e que vai seguir as determinações do governo do Piauí.

“O Dr. Pessoa tem dito que a contribuição de Teresina será na fiscalização. Ele está colocando todo mundo pra fiscalizar. Mas eu acho que já tem decreto demais. O prefeito disse que já fez dois decretos e os dois foram derrubados pela justiça. Não é hora mais de fazer decreto, é hora de fiscalizar os decretos que tem. A prefeitura vai se somar ao decreto do governador e vai fiscalizar”, disse, destacando uma espécie de parceria entre governo e município.

Foto: Reprodução/TV Cidade Verde

“Embora tenha diferença de metodologia, tanto o governador Wellington Dias como o prefeito Dr. Pessoa querem que essa pandemia passe o quanto antes. É um problema gravíssimo. Nós estamos com os hospitais e postos de saúde abarrotados de gente. Não tem mais onde colocar gente na cidade de Teresina. Isso é uma preocupação a mais. É hora de ter uma efetiva preocupação do que está ocorrendo, tanto no Piauí como no Brasil. É um momento caótico”, afirmou.

Hérlon Moraes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI