Na contramão do país, Piauí mantém mais nascimentos do que mortes - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

11 de abr. de 2021

Na contramão do país, Piauí mantém mais nascimentos do que mortes




Ao contrário do que está ocorrendo em todo o país, o Piauí está mantendo, mesmo no momento mais crítico da pandemia da Covid-19, um número maior de nascimentos do que óbitos, tanto em 2021, como especialmente no mês de abril.

O Portal de Transferência do Registro Civil, mantido pelo Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen) e Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aponta que neste mês de abril foram registrados 139 nascimentos, 97 óbitos e 7 casamentos.

De janeiro a até domingo (11 de abril), foram feitos 13.036 registros, sendo que 8.170 foram de nascimentos e 3.644 óbitos.

Em relação ao Brasil , até dia 8 de abril, o número de mortes (31.506) é levemente mais baixo do que o de nascimentos (32.177).

Mas até dia 6 de abril, a quantidade de óbitos registrados era maior. De 1º até 6 de abril, eram 11.774 nascimentos registrados, contra 12.181 mortes registradas.

Mais óbitos do que nascimentos nos 6 primeiros dias de abril é o fato inédito , de acordo com a pesquisadora Márcia Santos, do Departamento de Demografia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Em março de 2021, o número de nascimentos registrados foi maior do que o de mortes, mas com a pandemia da Covid-19, houve uma queda significativa na diferença entre os números em relação ao mesmo período de 2020.

Em março de 2021, o Brasil registrou 179.938 mortes e 227.877 nascimentos, quando em março de 2020 foram registradas 106.973 mortes e 212.214 nascimentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI