Sesapi intensifica ações do programa Busca Ativa em 50 municípios - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

16 de abr. de 2021

Sesapi intensifica ações do programa Busca Ativa em 50 municípios



Como forma de frear o avanço da pandemia da Covid-19 no Piauí, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), irá intensificar as ações do programa Busca Ativa em 50 municípios piauienses que apresentam uma maior taxa de transmissibilidade da doença.

O mapeamento dessas cidades foi realizado através de um estudo da Universidade Federal do Piauí (UFPI), em todos os territórios do Estado onde foi diagnosticado os índices de transmissibilidade.

"Este estudo foi apresentado ao governador Wellington Dias durante a reunião do COE ampliado. Preocupado com essa alta taxa de contágio, o governador solicitou a intensificação do programa Busca Ativa nestas cidades", lembra o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.


Sesapi intensifica ações do programa Busca Ativa em 50 municípios


As ações, que serão tomadas após a apresentação do estudo,que traçou o perfil da pandemia no Piauí, foram discutidas durante reunião nesta quarta-feira (15), entre a Sesapi, UFPI e Fundação Municipal de Saúde de Teresina (FMS).

"Sabemos que de acordo com cada região há um perfil diferenciado da doença. Por isso, naquelas cidades onde há uma maior transmissão do vírus, o programa Busca Ativa vai trabalhar com mais intensidade, para que possamos ter ações mais direcionadas de forma diferenciada para cada setor. Esta é um trabalho importantíssimo para que possamos ter uma redução da transmissibilidade do vírus e um controle da pandemia", destaca o superintendente de Organização do Sistema de Saúde, Jefferson Campelo.

Um dos municípios onde o programa vai trabalhar com mais intensidade é a capital Teresina, a cidade com maior número de casos e óbitos pela Covid-19 no Estado. "Teresina é o Centro do nosso estado onde está a maior concentração da população e dos serviços de saúde, consequentemente, por isso vamos trabalhar de forma integrada com a FMS para que possamos contornar e desafogar a rede hospitalar o quanto antes, uma vez que, com o controle da doença a ocupação de leitos e a fila de espera tendenciam a cair", ressalta o superintendente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI