Olímpicos do Piauí começam a ser vacinados para Jogos de Tóquio - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

21 de mai. de 2021

Olímpicos do Piauí começam a ser vacinados para Jogos de Tóquio

 Foto:  Fabiane de Paula / SVM

Vacinação dos brasileiros que trabalharão ou representarão o Brasil nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020 teve início na última semana com apoio do Comitê Olímpico do Brasil (COB), o Ministério da Defesa, o Ministério da Saúde e o Ministério da Cidadania. O prazo-limite para a aplicação da segunda dose a todos os integrantes dos Jogos Tóquio 2020 é 21 de junho, a 15 dias do primeiro embarque para o Japão e a 33 da abertura dos Jogos Olímpicos. Por meio desse acordo, serão beneficiados também os participantes dos Jogos Paralímpicos, de 24 de agosto a 5 de setembro, no Japão. Nesses jogos o único representante do estado confirmado é o paracanoista Luís Carlos Cardoso que ainda será vacinado.

No Nordeste, o estado do Ceará é o único escolhido para aplicação dos imunizantes em atletas olímpicos e tem representante do Piauí/Maranhão que já recebeu a primeira dose da vacina caso da velocista Letícia Lima, que atualmente reside em Fortaleza. Leticia não está entre as convocadas para Tóquio, mas como tem possibilidades e foi vacinada na última segunda-feira (17), pois todos os atletas com chances de convocação serão vacinados. 

Foto: Canoagem Brasileira

Luís Carlos (a direita) conquistou bronze na Copa do Mundo na Húngria 

O piauiense Luís Carlos Cardoso vai disputar em Tóquio sua segunda paralimpíada e briga por medalha na canoa. Na última semana, o atleta voltou a competir e esteve na Copa do Mundo na Hungria e voltou de lá com a medalha de bronze na categoria KL1 200m (caíque). Única competição antes dos Jogos. Ciente da importância da vacinação o paratleta conta o alivio de ir para principal competição para qualquer atleta de alto rendimento vacinado. Após viver todas as mudanças e preocupações se estaria nos jogos ou mesmo se as olimpíadas realmente aconteceriam devido a pandemia. Luís Carlos está classificado para as paralímpiadas na categoria KL1 200m (Canoa). 

“Estou muito feliz em poder estar em breve recebendo a vacina, principalmente a gente que esse ano vamos viajar bastante já deu para perceber nessa primeira viagem, primeira viagem tão longa que nos fomos o quanto é realmente necessária essa vacina para podermos estar protegidos, pois nos estamos em contato direto a todo momento em vários contextos que podem de alguma forma nos infectar. Vai ser um alívio receber essa vacina”, disse Luís Carlos Cardoso. 

Esse ano além das paralimpiadas, em Tóquio no Japão o atleta piauiense irá disputar também o Campeonato Mundial de Paracanoagem previsto para acontecer logo após os jogos na Dinamarca. “Nos Jogos Paralímpicos teremos contatos com muito mais pessoas e de vários contextos e que pode de alguma forma estar com o vírus”, acrescentou o canoísta. 

Todas as vacinas que estão sendo aplicadas na delegação brasileira que vai aos Jogos serão repostas pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), que ofereceu doses a todos os Comitês Olímpicos Nacionais. A previsão é que sejam vacinados em torno de 1.800 brasileiros que irão a Tóquio, o que equivale a aproximadamente 7 mil doses adicionais entregues ao SUS e cerca de 3.600 pessoas beneficiadas com a doação das vacinas através do Plano Nacional de Imunização. 

 

 

Pâmella Maranhão
redacao@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI