ESCORPIÕES atacam três pessoas em Elesbão Veloso em menos de um mês - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

27 de jun. de 2021

ESCORPIÕES atacam três pessoas em Elesbão Veloso em menos de um mês



Por José Loiola Neto



O primeiro registro se deu em 1º de Junho. A senhora Tetê Barreto, esposa do popular Evaldo Absolon, dono do Absolon Bar em Elesbão Veloso, foi atacada por um escorpião, momento em que se preparava para sua caminhada matinal, junto ao marido.

O animal estava no tênis, e ela após ser picada, o efeito do veneno veio imediatamente, forçando-a ser encaminhada ao Hospital Estadual Norberto Moura, posteriormente ao Hospital Regional Eustáquio Portela em Valença do Piauí para tomar o soro antiescorpiônico.


Em conversa com nossa reportagem Tetê Barreto disse que teve reações horríveis em face a picada do escorpião, um dos problemas mais acentuados, segundo ela, a elevação da pressão arterial, fora de controle mesmo depois de tomar o soro.

No dia 9/6, pela manhã, enquanto trabalhava em sua roça, o lavrador Zé Viriço, morador do bairro Piçarra, foi picado por um escorpião; aparentemente mal, devido ao efeito do veneno, o idoso, acompanhado do filho, o jovem Jarbas Maciel deu entrada no Hospital Estadual Norberto Moura. Conforme Jarbas, apenas por volta das 15h daquele dia, o senhor Zé Viriço foi encaminhado a Teresina para tomar o soro antiescopiônico.

- Meu pai estava com corpo trêmulo, a visão embaçada e já não conseguia falar direito, então eu insistir para que houvesse a transferência para Teresina.

O registro mais recente de esorpiões em Elesbão Veloso, ocorreu em plena madrugada da terça-feira, dia 22/6. A professora Edna Pereira da Silva Rodrigues, moradora da Rua Alegrete, no Matias, foi picada enquanto dormia e acordou tendo reações.


Ela é esposa do fretista Marcos Antônio Rodrigues da Paz que em conversa com o ELESBÃO NEWS relatou que levou Edna ao Hospital Estadual Norberto Moura, e mediante a falta do soro antiescorpiônico resolveu levá-la para Teresina, haja vista que não havia o soro em Valença. Edna teve dormência na língua e inchaço em um dos braços.

OPINIÃO DO RADIALISTA

Mediante o exposto concluímos que: o perigo ronda Elesbão Veloso, e esperamos que a rumorosa morte da jovem Caroline Nascimento, morta após o ataque de um escorpião há quase um ano tenha servido senão de lição, mas como uma alerta às nossas autoridades para que o mesmo fato não venha se repetir.

Já sugeri em meu programa de rádio e hoje deixo aqui o registro, na verdade, uma solicitação para que os senhores vereadores, legítimos representantes do povo formem uma comissão e vá até o secretário de saúde Florentino Neto, e se for o caso exponha o problema ao próprio governador Wellington Dias.

Respeito, porém não compreendo a decisão de a SESAPI enviar doses de soro antiescorpiônico e antiofídico apenas para as regionais de saúde, mesmo assim, a rigor a quantidade parece infima, pois às voltas observa-se a falta do produto em Valença.

É inadmissível, a falta desses soros em Elesbão, seria importantes tê-los mesmo que em pouca quantidade, um pequeno estoque com poucas doses já atenuaria em caso de procura.

O que não pode é a gente esperar acontecer uma nova tratégia semelhante a da jovem Carol que tinha uma vida toda pela frente, mas foi abreviada por um escorpião.

Vivemos a época propícia para o ataques desses animais peçonhentos- cobras e escorpiões, especialmente. Fato que a população precisa se cuidar, mas as autoridades de saúde precisam, para ontem, adotar uma medida urgentíssima para que mais famílias não chore a perda de ente-queridos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI