Acusados de matar policial em tentativa de assalto são presos no Piauí - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

14 de jul. de 2021

Acusados de matar policial em tentativa de assalto são presos no Piauí



A Polícia Civil do Piauí, através da Delegacia Regional de Campo Maior, realizou nesta quarta-feira (14), a prisão de Ernandes de Sousa Araújo, de 22 anos, acusado de participar da tentativa de assalto que vitimou o policial penal Arlindo Lima de Oliveira Neto, de 32 anos, que foi baleado durante a ação criminosa na noite do dia 27 de junho deste ano, no bairro Parque Estrela. Um segundo envolvido também foi preso e já está na penitenciária do município.

A informação foi confirmada ao Meionorte.com pelo delegado Péricles Lima, da Delegacia Regional da cidade, que destacou que foram mais de 40 diligências e buscas por imagens de câmeras até chegar aos acusados.


Delegado Péricles Lima, da delegacia regional de Campo Maior (Foto: Hélder Felipe/ portal MN)


“Logo que tomamos conhecimento do crime, a equipe já começou a diligenciar. Conseguimos chegar ao primeiro suspeito e logo nessa última segunda, foi feito a prisão dele, que confessou o crime. Na primeira vez que ele foi ouvido e negou. E ontem reinquirimos e ele confessou novamente como foi todo o desenrolar, como eles chegaram o local; a motivação e disse quem seria o segundo suspeito. O preso de hoje ficou em silêncio e não contou a versão dele”, disse a reportagem.

O delegado detalhou ainda sobre a versão apresentada pelo primeiro suspeito. Ainda não se sabe até o momento qual dos dois efetuou os disparos que vitimaram o policial, o que ainda está sendo investigado diante dos depoimentos. Além disso, ele conhecia Arlindo Lima e o reconheceu.

“O primeiro preso apresentou uma versão de que eles combinaram de fazer arrastões em Campo Maior e nesses arrastões, encontraram as vítimas sentadas na porta de casa se divertindo. Eles chegaram e anunciaram o assalto. A vítima fez uma ação, ele achou que ia reagir e foi dado os disparos contra a vítima. Ele sabia que era um policial penal. Ele reconheceu. E aí a outra vítima ainda tentou ajudar o amigo durante os disparos, houve o indício de luta corporal e aí o segundo tentou atingir a vítima já dentro da casa”, explicou.


Policial penal morreu após ficar sete dias internado em estado grave no HUT (Foto: Redes Sociais)


Após sete dias internado no Hospital de Urgência de Teresina (HUT), o policial não resistiu e faleceu, devido à gravidade de seu quatro clínico. Arlindo Neto passou ainda por um procedimento de drenagem, mas não apresentou melhora e precisou ser intubado. Ele teve parte do fígado atingido pelos disparos efetuados pelo criminoso.

O CRIME

Na noite de domingo, 27 de junho, dois homens, sendo um deles policial penal, identificado como Arlindo Lima de Oliveira Neto, de 32 anos, foram baleados durante um assalto no bairro Parque Estrela, na cidade de Campo Maior.

De acordo com informações de testemunhas, o policial que atua na cidade de Timon, no Maranhão, estaria na casa de amigos quando dois criminosos chegaram em uma motocicleta preta anunciando o assalto. Ao perceberem que Arlindo estava armado, os bandidos efetuaram cerca de cinco disparos que atingiram o policial e um outro homem, identificado como Sebastião Alves de Sousa Neto.

Após fugir, a dupla abandonou a motocicleta em que estavam, mas roubaram outra pertencente a um entregador de pizza, na sequência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI