Ceir: Piauí oferece tratamento pós-covid gratuito - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

8 de jul. de 2021

Ceir: Piauí oferece tratamento pós-covid gratuito



O empresário Antônio Francisco, de 44 anos, chegou a ficar com 85% do pulmão comprometido e ficou internado 28 dias em um leito de UTI Covid do Hospital Natan Portella. Desde que recebeu alta, em janeiro de 2021, precisou de um tratamento especializado para melhorar a respiração e diminuir o cansaço.

E foi aí que ele conheceu o serviço do Centro Integrado de Reabilitação (Ceir) voltado para pessoas que tiveram Covid-19.


Antônio Francisco teve Covid-19 e faz reabilitação no Ceir(Foto: Raissa Morais)

“Estou no Ceir há cinco meses e mudou tudo na minha vida, graças a Deus, fui bem atendido, estou sendo bem acompanhado, recebendo um atendimento excelente. A única coisa que posso dizer é que as pessoas que tiveram Covid, se puderem vir para o Ceir, venham, porque é uma equipe excelente e o tratamento é muito bom. Quando recebi alta, ainda fiquei muito debilitado, eu consegui me reabilitar aqui, mesmo assim tenho acompanhamentos com clínico geral, nutricionista e psicólogo”, disse.





Assim como Antônio Francisco, cerca de 40% dos pacientes pós-Covid-19 continuam com alguns sintomas ou desenvolvem novos problemas ligados à doença depois que deixam as UTIs ou enfermarias. A recuperação é uma batalha longa, difícil e que precisa começar o quanto antes.


Ceir oferece serviço de reabilitação para pacientes que tiveram Covid-19 (Foto: Raissa Morais)


O Piauí possui cerca de 300 mil pessoas recuperadas do coronavírus desde o início da pandemia, mas muitas ainda convivem com sequelas da doença. Para atender esses pacientes, foram criados três Centros de Reabilitação Especializados Pós-Covid, localizados em Teresina, Parnaíba e São João do Piauí.

Os atendimentos são gratuitos e realizados nos Centros Integrados de Reabilitação (Ceir). Até o mês de junho deste ano, só nos centros de Teresina e Parnaíba 1000 pacientes foram avaliados inicialmente e mais de 500 fizeram ou ainda estão em terapia multiprofissional.

Tratamento conta com equipe multiprofissional

O médico pneumologista Abel Barros Araújo explicou que pacientes infectados pelo coronavírus têm alta tendência de apresentar sequelas, geralmente musculares e respiratórias.

“Qualquer paciente que teve um quadro covid e ainda persiste com algum sintoma residual, principalmente cansaço ou fraqueza, deve procurar uma UBS e procurar encaminhamento para o centro de reabilitação, chegando aqui, ele é triado por um médico pneumologista, que vai avaliar clinicamente a condição do paciente e, se ele tiver necessidade, ele vai ser encaminhado para o nosso programa de reabilitação, onde vai contar com equipe multiprofissional que conta com médicos das especialidades, além de pneumologia, cardiologia, neurologia e fisiatria. Conta também com uma equipe de fisioterapeutas, nutricionistas, fonoaudiólogos e psicólogos, além de equipe de enfermagem para auxiliar no tratamento do paciente”, ressalta o médico.


Médico diz que pacientes covid tem alta tendência a ter sequelas (Foto: Raissa Morais)




Estes pacientes ficaram com alguma sequela neurológica ou respiratória por causa da doença e tiveram indicação de reabilitação. Os profissionais do Ceir fizeram a triagem para saber quais tratamentos estes pacientes vão necessitar para voltar às suas atividades normais. Algumas pessoas que tiveram Covid têm dificuldade de retomar atos simples como andar, comer ou trocar de roupa; outros têm quadros de fadiga e dor crônica.


Segundo Abel Barros, o serviço realiza ainda exames de tomografia computadorizada, espirometria, que é uma prova de função pulmonar, em alguns casos, também são encaminhados exames laboratoriais, já que é um perfil de infecção que também pode alterar a função renal, a função hepática, causar anemia, hipertensão, cardiopatias, diabetes, entre outras doenças.

“Após essa avaliação inicial do médico, ele é encaminhado para as terapias, onde ele também vai passar por uma avaliação extensa da equipe de fisioterapia e, a depender do perfil do paciente, ele pode necessitar de duas ou três vezes por semana de terapia, por um período também que a gente não faz prazos pré definidos de sessões. O objetivo de um programa como esse é tentar devolver o paciente a suas funções habituais, seja no trabalho, seja a suas atividades domésticas, fazendo com que o paciente não tenha limitações para suas atividades do dia a dia”, pontuou.

Pacientes com sequela devem procurar reabilitação

Para ter acesso ao tratamento, basta que os pacientes que já tiveram alta da UTI ou de unidade de Covid de longa permanência procurem a Unidade Básica de Saúde ou secretarias municipais de saúde e façam uma consulta com um médico credenciado pelo SUS.

Em seguida, deve procurar o setor de marcação de consulta on-line e solicitar a marcação da consulta CEIR – TRIAGEM REABILITAÇÃO PÓS COVID, que será visualizada no sistema do SUS, por meio do site https://fmsteresina.gestorsolucao.net.br/


Ceir oferece serviço de reabilitação para pacientes que tiveram Covid-19 (Foto: Raissa Morais)

Após o encaminhamento, os pacientes passam por uma triagem, onde são avaliados por uma equipe multidisciplinar composta por médicos, fisioterapeutas, nutricionista, psicólogas e fonoaudiólogas.

As instalações para as terapias contam com consultórios médicos; salas individuais para atendimento; área específica voltada para reabilitação cardiopulmonar; centro de diagnóstico, com a oferta de exames laboratoriais, raios-X, tomografia computadorizada, ultrassom, espirometria, eletrocardiograma, tomografia computadorizada e ressonância magnética. O atendimento funciona de segunda a sexta-feira, das 17h às 21h30.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI