AGESPISA tenta descobrir local de vazamento que atinge a casa do Sr. Miguel do “Pinône” - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

4 de ago. de 2021

AGESPISA tenta descobrir local de vazamento que atinge a casa do Sr. Miguel do “Pinône”



03/08/2021

Na manhã desta terça-feira 03/08, o jornalismo do Grupo Vale de Comunicação entrou em contato com o Sr. Miguel Lopes Moura, o "Miguel do Pinône”, que é morador da Rua Marcos Parente, bairro Cirino, onde o mesmo contou sobre um drama que vem já há alguns dias afetando a sua residência e algumas outras residências próximo a sua.





O problema que vem afetando estas casas e principalmente a casa do produtor de hortaliças Miguel do Pinône, tratasse de um vazamento de água. Vazamento este que possivelmente segundo o Sr. Miguel é decorrente de um cano de água do sistema de abastecimento da AGESPISA.





Sr. Miguel relatou que o vazamento já vem causando estragos e prejuízos em sua casa e em sua plantação a mais de 60 dias, o horticultor contou ao jornalismo, que assim que notou o vazamento em baixo de sua casa, causando problemas de infiltrações, rachaduras, dentre outros, o mesmo chegou a desgostar a fossa de sua casa e esvaziar seu poço para tentar ver de onde ocorria o vazamento, mas não teve sucesso, e desde então tudo vem se destruindo.





O agricultor já entrou em contato com escritório local da AGESPISA, que enviou até o local sua equipe técnica, que trabalhou no local por algumas manhãs, tentando encontrar a origem do vazamento, mas sem sucesso.





Os integrantes do escritório local da AGESPISA informaram ao Sr. Miguel do Pinône, que viria uma equipe técnica de Teresina trazendo outros equipamentos dentre eles, até uma retroescavadeira para ser usada na tentativa de encontrar a origem do vazamento e solucioná-lo definitivamente, mas até agora está equipe não veio ao local.





Em entrevista cedida nesta manhã (03) a Vale FM, Sr. Miguel do Pinône conta com detalhe sobre o vazamento misterioso que está afetando a sua residência e aos moradores da rua Marcos Parente no bairro Cirino.





Após ouvirmos o relato do Sr. Miguel do Pinône, fomos atrás dos representantes da AGESPISA local, para que estes dessem seu posicionamento sobre o fato. Entramos em contato com o Chefe da AGESPISA local, o Sr. Antônio Mendes e com o Gerente Local o Sr. Flavio José “Pinto Moura”.





O Sr. Antônio Mendes nos informou que trabalharam no local por duas semanas realizando vistorias em encanamentos da rua afetada e não conseguiram encontrar o local do vazamento e que não sabe de onde está vindo água que causa transtornos aos moradores, e que estão esperando o técnico vir de Teresina para ir até o local, pois o que poderiam fazer já foi feito.





Já sobre as ações que estão sendo realizadas afim de conter o vazamento e a questão da falta de água que está afetando a cidade, o Sr. Flavio José “Pinto Moura”, gerente do escritório local da AGESPISA, deu as seguintes explicações.





Acompanhe na íntegra as entrevistas:












Piso da garagem da casa do agricultor Miguel do Pinône




Estado da plantação do agricultor Miguel do Pinône




Vazamento passando por baixo da casa do agricultor Miguel do Pinône

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI