Defesa Civil Nacional percorre 19 cidades do Piauí em ação contra a seca - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

18 de ago. de 2021

Defesa Civil Nacional percorre 19 cidades do Piauí em ação contra a seca



O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), percorreu 19 municípios da região semiárida do Piauí, fortemente atingidos pela seca. O objetivo da visita foi verificar as condições de fornecimento de água nessas localidades e levantar subsídios para análise de solicitação de recursos feita pelo estado para abastecimento emergencial de áreas urbanas por meio de carro-pipa.


"Percorremos, durante a semana passada, 19 cidades piauienses em situação de emergência devido à seca. Rodamos, ao todo, mais de 3,6 mil quilômetros para verificar a situação hídrica e o fornecimento de água nessas localidades", explica o coordenador substituto de Operações em Desastres da Defesa Civil Nacional, Rodrigo Lindinger, que chefiou os trabalhos.

O objetivo da visita foi verificar as condições de fornecimento de água nas localidades - Foto: Reprodução


Desde o início do ano, o MDR reconheceu a situação de emergência em 49 municípios piauienses. Destes, 38 enfrentam a seca e 11, a estiagem, que é uma ausência de chuvas menos prolongada do que a seca.

Devido à ampla área a ser coberta, a Defesa Civil Nacional se dividiu em três equipes: a primeira passou pelas cidades de São Raimundo Nonato, Bonfim do Piauí, Coronel José Dias e São Brás. A segunda, por Caldeirão Grande, Pio IX, Francisco Macedo, Padre Marcos, Marcolândia, Francisco Santos, Simões e Belém do Piauí. Já a terceira esteve nos municípios de Massapê do Piauí, Jaicós, Patos do Piauí, Caridade do Piauí, Jacobina do Piauí, Paulistana e Acauã.

O relatório produzido após a visita indicou que há um problema no fornecimento de água nas localidades visitadas, agravado pela temporada de seca e pelas chuvas insuficientes do ano passado, que não preencheram os reservatórios. Em média, as reservas de água locais encontram-se abaixo dos 20%, de acordo com informações da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA).

Segundo moradores dos municípios visitados, a água chega a faltar por períodos de até cinco dias. Quando sai das torneiras, muitas vezes pode ser utilizada apenas para limpeza, não servindo para consumo ou para cozinhar. Para esses fins, a população tem recorrido a poços artesianos particulares ou carro-pipa particular. O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) deve liberar ainda esta semana verbas para reforçar a OCP e alugar veículos para transporte de água.

O secretário de Defesa Civil do Piauí, José Augusto Nunes, esteve no MDR no dia 9 de agosto para solicitar apoio federal. "Há uma necessidade de se levar água potável às famílias que vivem no semiárido piauiense. Nós passamos por um período grave de seca e precisamos levar água a pontos remotos, dentro da zona urbana, para que essas famílias possam se manter abastecidas", afirmou na ocasião.

Outras iniciativas

Em maio, o MDR liberou recursos para a instalação de cisternas no Piauí. O estado também está na lista dos contemplados pelo Programa Água Doce, política permanente do Governo Federal de acesso ao abastecimento de água para consumo humano por meio do aproveitamento sustentável das águas subterrâneas no Semiárido. Para isso, são implantados sistemas de dessalinização - 70% dos poços da região têm altos índices de salinidade.

Até o momento, são 891 sistemas de dessalinização em funcionamento, fornecendo água potável para comunidades rurais nos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. Os sistemas de dessalinização implantados têm capacidade instalada para produzir cerca de 3,5 milhões de litros de água potável por dia e beneficiar 214 mil pessoas diretamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI