Ministro Queiroga vem ao Piauí pela 2ª vez para lançar campanha nacional - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

12 de out. de 2021

Ministro Queiroga vem ao Piauí pela 2ª vez para lançar campanha nacional



Menos de dez dias após a última visita ao Estado, o ministro da Saúde Marcelo Queiroga volta à Teresina no próximo sábado (16) para lançar o dia D da Campanha Nacional de Multivacinação para atualização da Caderneta de Vacinação da Criança e do Adolescente.

Teresina foi escolhida pelo Ministério da Saúde para sediar a abertura e 19 Unidades Básicas de Saúde (UBS) estarão abertas para receber este público.

A abertura será às 8h na UBS Leônidas Antônio Deolindo, no bairro Saci, com a presença do Ministro da Saúde Marcelo Queiroga.

A campanha se iniciou no dia 1º de outubro e tem por objetivo regularizar a situação vacinal de crianças e adolescentes até 15 anos. Para isso, as salas do município estão oferecendo as vacinas da rotina, a fim de resgatar a população não vacinada ou com esquemas incompletos, visando melhorar as coberturas vacinais.

“Convidamos todas as crianças e adolescentes menores de 15 anos que não tomaram a vacina do esquema de rotina, ou que esteja com alguma vacina atrasada, para comparecer a uma de nossas salas de vacina”, diz Ayla Calixto, técnica da Diretoria de Atenção Básica da Fundação Municipal de Saúde (FMS), reforçando ainda que não deixem de levar o cartão de vacinação.

Queiroga vem ao Piauí lançar campanha de multivacinação (Foto: Agência Brasil)


“Isso porque cada vacina tem sua peculiaridade, e com o cartão o profissional vai saber como administrar, o que pode dar naquele momento segundo fatores específicos”, explica.

A estratégia de multivacinação foi adotada em 2012 e é realizada em um período determinado e curto espaço de tempo todos os anos. As recomendações são elaboradas a partir de estudos que demonstram como uma vacina pode proporcionar o máximo de eficácia e proteção contra as doenças imunopreveníveis.

Doses administradas em intervalos inoportunos ou com número de doses insuficientes podem prejudicar o objetivo do programa de vacinação, uma vez que a proteção individual e coletiva passa a não ser alcançada e, com isso, as doenças que foram eliminadas podem retornar ou mesmo ter mudanças no seu comportamento epidemiológico, passando a acometer também adolescentes e adultos jovens,explica Gilberto Albuquerque.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI