Wellington Dias diz que governadores não aceitam enganação sobre preço da gasolina - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

20 de out. de 2021

Wellington Dias diz que governadores não aceitam enganação sobre preço da gasolina



POR PORTAL V1



O governador Wellington Dias (PT) descartou a possibilidade de acionar o Supremo Tribunal Federal (STF) para que seja retomado o Fundo de Equalização de Combustíveis, que estabiliza o preço da gasolina no valor de R$ 4,50. O petista também fez críticas aos argumentos do governo federal para justificar o aumento do preço dos combustíveis e frisou que os “governadores não aceitaram ser enganados”.

“É uma enganação. Lá atrás enganaram os caminhoneiros e agora estão querendo enganar o povo brasileiro e ainda querem colocar a culpa nos governadores. Nós governadores não vamos aceitar enganação”, pontuou.

Enquanto os governantes pontuam que a alta nos preços dos combustíveis é responsabilidade da política nacional da Petrobrás. A base do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) defende que produto encarece devido o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), estipulado pelos estados.

Wellington Dias explicou que não é possível acionar o STF, pois a medida que estabelece a cobrança sobre os combustíveis foi determinada por meio de uma Lei aprovada em 2016. Segundo ele, a solução, pode-se chegar a essa mudança por dois caminhos: o Senado Federal ou pelo ministro da Economia Paulo Guedes.

“Infelizmente não podemos judicializar, porque foi uma Lei aprovada em 2016, voltada para facilitar em 2016 voltada para facilitar a venda Petrobras e Eletrobrás, veja que por um lado aumenta o preço do combustível e da energia e de outro aumenta o lucro do setor privado que passou a ser dono das empresas. O que apostamos que a solução passa ministro da Economia e pelo Congresso Nacional”, frisou.

Na quinta-feira (21), os governadores terão uma reunião com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (União Brasil). O Congresso analisa proposta aprovada na Câmara e que segundo os governadores poderá levar a uma perda de arrecadação de pelo menos R$ 24 bilhões em arrecadação.

Visita nova maternidade

As declarações do governador Wellington Dias(PT) foram dadas durante a visita às obras da nova maternidade de Teresina, na A venida Presidente Kennedy, na zona leste de Teresina. Além do governador, outras autoridades também estiveram no local na manhã desta quarta-feira(20), como o secretário de Saúde, Florentino Neto.

A nova maternidade já está com 70% da estrutura concluída e deve ser entregue aos piauienses em 2022.

Fonte: cidade verde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI