Últimas Notícias

Aumenta atendimento de vítimas de acidentes e agressão física

As festas de fim de ano e o clima de confraternização nada combinam com a selvageria dos que se excedem na bebida e na velocidade, provocando aumento de acidentes. De acordo com o Hospital de Urgência de Teresina (HUT), o período de fim de ano é o que ocorrem mais acidentes em todo o ano e o que mais pacientes dão entrada no pronto-socorro. Nesse último final de semana, o setor de estatística do HUT registrou aumento de 27% no atendimento de vítimas de acidentes de trânsito e de 17% de vítimas de agressão física, se comparado com o mesmo período do ano passado. Foram 216 atendimentos de vítimas de acidentes de trânsito e 48 de agressão física.
No período correspondente das 18h de sexta-feira (21) até a 00h de quarta-feira (26), foram registrados no atendimento geral, durante o feriado prolongado de Natal, 787 atendimentos e 178 cirurgias. Tanto em atendimentos quanto em números de cirurgias, também ocorreu aumento: 6% e 17%, respectivamente, se comparado com 2017.
Uma das principais ocorrências do feriado prolongado são os acidentes de trânsito, destes muitos ocorrem com motociclistas que insistem em trafegar sem capacete ou em práticas perigosas ao ingerir bebidas alcoólicas. Os acidentes com motocicleta representam mais de 80% do total de acidentes. Só as cirurgias ortopédicas representam mais 60% do total, uma média de 800 por mês. Entre as vítimas de agressão física, a agressão por arma branca corresponde a mais de 70% do total.
De acordo com o cirurgião e diretor-geral do HUT, Dr. Gilberto Albuquerque, o paciente vítima de trauma é aquele que sofreu um acidente ou violência. “O atendimento para esse tipo de paciente em qualquer serviço de saúde deve ser rápido e resolutivo. É uma corrida contra o tempo. É preciso identificar a gravidade do trauma e tomar todas as providências necessárias para preservar a vida do paciente. A equipe precisa ser qualificada e possuir todas as especialidades que compõem a linha do trauma”, explicou o diretor.
Dr. Gilberto Albuquerque, diretor-geral do HUT
Dr. Gilberto Albuquerque, diretor-geral do HUT

O diretor-geral do HUT ainda atribuiu que o 13º salário é um dos responsáveis por acidentes no fim do ano. Ele fez a relação com o aumento de viagens e consumo alcoólico que ocorrem durante o Natal em entrevista ao programa Banca de Sapateiro, na Rádio Jornal Meio Norte (90,3).
"As pessoas acreditam que é no Carnaval que a gente recebe mais pessoas em casos graves, mas, na verdade, o fim de ano é o período onde ocorrem mais acidentes. Isso se deve ao fato de que as pessoas recebem o 13° salário e muitas delas escolhem o álcool para gastar as suas economias. Isso aumenta o número de casos de politraumatismo", acrescentou Albuquerque.
O HUT tem profissionais em diversas áreas para atender diversas ocorrências de urgência e emergência, 24 horas. Os casos mais graves são resultados de traumatismo de crânio. Cerca de 6 mil atendimentos são realizados por mês pelo Hospital, 50% são traumas e 84% envolvem motos.
Somente em 2018, o HUT efetuou 46.535 atendimentos de urgência e 19.916 internações. É o hospital referência em média e alta complexidade em Traumatologia e Ortopedia e Neurologia. A unidade oferece acolhimento com Classificação de Risco, atendimento de urgências em trauma por acidente de moto, carro, ferimento por arma de fogo e branca, AVC, Infarto, cirurgias de urgências, urgências oftalmológicas, urgências em otorrinolaringologia, queimados, UTI adulto e pediátrico. Além de laboratórios para exames e salas de Raio-x.

Nenhum comentário