Reitor da UFPI pede ajuda a deputados federais para desbloquear recursos - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

17 de mai de 2019

Reitor da UFPI pede ajuda a deputados federais para desbloquear recursos

O reitor da Universidade Federal do Piauí, Arimatéia Dantas, se reuniu com os deputados federais do Estado na manhã desta sexta-feira (17), na reitoria da UFPI. Ele ressaltou que o governo está fazendo um bloqueio das verbas para as universidades públicas e pediu apoio dos parlamentares para desbloquear o recursos.
Reitor UFPI
 Reitor da UFPI pede ajuda a deputados federais para desbloquear recursos.
Arimatéia afirma que a a Universidade Federal não vai fechar, mas terá grandes dificuldades para honrar os compromissos. 
"Nesse momento tem muita informação desencontrada. Uns falam em contingenciamento e outros em bloqueio. Quando há contingenciamento, o dinheiro é liberado aos poucos e, no final do ano, se recebe todo o dinheiro que foi repassado. No caso do bloqueio, só se recebe uma parte e com a promessa de que, se as coisas melhorarem, poderemos receber o restante. Não podemos contar com um dinheiro que não temos garantia de receber", afirmou.
O reitor afirma que os cortes afetam diretamente uma verba chamada de Funcionamento das Instituições Federais.
"Para essa verba, o bloqueio chega a 45%. É corte em atividades que garantem o funcionamento da Universidade. É limpeza, segurança, passagens, diárias. Não vamos fechar, mas vamos ter graves problemas de seguir honrando as dívidas com os credores. Não trabalhamos com a perspectiva de fechar cursos ou diminuir vagas. Se não conseguirmos fazer a instituição funcionar a culpa não é nossa. Cortamos a gordura e agora estamos cortando o osso. Quando se corta o osso é impossível caminhar", disse.
Participam da reunião os deputados Rejane Dias (PT), Margarete Coelho (PP), Flávio Nogueira (PDT), Júlio César (PSD), Assis Carvalho (PT) e Merlong Solano (PT).
O deputado Merlong Solano declarou que o governo "joga" para distorcer as informações. "Não é a mídia que tem passado informações desencontradas, são os membros do Governo que trabalham para isso. É um jogo para minar o prestígio das instituições públicas. É importante ter um trabalho com as bancadas", disse.
A deputada Margarete Coelho se mostrou preocupada com a fala do ministro da Educação, Abraham Weintraub, na Câmara Federal. Segundo ela, a fala do ministro soou como tentativa de atacar as universidades.
"Pouco se falou de orçamento. O ministro ficou apenas na qualidade do ensino, tentando passar a imagem de que as instituições e os professores nao têm competência. Isso me deixou muito preocupada. O ministro mostrou desamor pela educação", disse.
Fonte: Cidade Verde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI