Crianças entre seis meses e menores de um ano devem ser vacinadas contra o sarampo - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

22 de ago. de 2019

Crianças entre seis meses e menores de um ano devem ser vacinadas contra o sarampo



Seguindo orientações do Ministério da Saúde, anunciadas na última segunda-feira (20), a Fundação Municipal de Saúde (FMS) passa a recomendar a vacinação contra o sarampo para crianças com idade entre seis meses e menos de um ano (11 meses e 29 dias). Será ofertada uma dose complementar, chamada de dose zero, o que já acontece em outras campanhas, como a de combate à poliomielite.

A partir desta quinta-feira (22), todas as crianças nessa faixa etária devem receber a vacina em todo o país. “Esta é uma medida para intensificar a vacinação nesse público-alvo, que é mais suscetível a casos graves e óbitos”, informa a diretora de Vigilância em Saúde da FMS, Amariles Borba. Segundo dados do Ministério da Saúde, o coeficiente de incidência de sarampo em bebês de até um ano no Brasil é de 38,28 casos para cada grupo de 100 mil, enquanto a média de todas as faixas etárias ficou em 4,12.

A diretora esclarece, no entanto, que a dose zero é um reforço que não substitui e não será considerada válida para fins do calendário nacional de vacinação da criança, que orienta a aplicação aos 12 e 15 meses de vida. “Assim, além dessa dose que está sendo aplicada agora, os profissionais de saúde devem agendar e orientar os pais ou responsáveis que a vacinação de rotina das crianças deve ser mantida”, ressalta Amariles Borba.

O Calendário Nacional de Vacinação oferta a proteção contra o sarampo por meio da vacina tríplice viral, que também protege contra caxumba e rubéola. São duas doses para pessoas de 1 a 29 anos e uma dose para pessoas de 30 a 49 anos. Quem já está imunizado contra a doença não precisa receber novamente.

Casos

Entre 19 de maio e 10 de agosto deste ano, foram confirmados 1.680 casos de sarampo no Brasil, além de 7,5 mil casos em investigação. No período, de acordo com o ministério, não houve mortes confirmadas decorrentes da enfermidade. Após um surto envolvendo estados da Região Norte no início do ano, um novo surto foi registrado no estado de São Paulo, que concentra, atualmente, 1.662 casos em 74 municípios – 98,5% do total. Em seguida aparecem Rio de Janeiro, com seis casos, e Pernambuco, com quatro.

No Piauí, foram registrados sete casos suspeitos, que se encontram em investigação, e um caso confirmado de um bebê da cidade de Campo Grande do Piauí, que contraiu a doença em uma viagem para São Paulo. Teresina até o momento não registra nenhum caso da doença.
Crianças entre seis meses e menores de um ano devem ser vacinadas contra o sarampo. Foto: Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI