Seleção feminina de vôlei perde da Argentina e deixa o Pan sem medalha - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

12 de ago de 2019

Seleção feminina de vôlei perde da Argentina e deixa o Pan sem medalha



A seleção brasileira feminina de vôlei deixa os Jogos Pan-Americanos sem medalha. A equipe do técnico José Roberto Guimarães, que foi para Lima sem suas principais jogadoras, foi derrotada por 3 sets a 0 (26/24, 25/20 e 25/21) pela Argentina - foi a segunda vitória das 'hermanas' pelo mesmo placar no torneio. A primeira foi na fase de grupos.

A última vez em que o Brasil não subiu ao pódio do vôlei feminino no Pan foi na edição de Mar del Plata-1995. Nas semifinais, o time já tinha sofrido uma derrota surpreendente: 3 a 2 para a Colômbia, que nunca tinha conquistado uma medalha no vôlei feminino em Jogos Pan-Americanos.

Não era o desfecho que o técnico tricampeão olímpico esperava. Aos 65 anos, Zé Roberto vive a contagem regressiva para o adeus às quadras. Ele já anunciou que esse é seu último Pan à frente da seleção. Foi presença forte à beira da quadra, com reações intensas. E mostrou que a rotina de viagens está cobrando um preço que, agora, se torna mais alto do que ele está disposto a pagar.

Foto: Reprodução/Instagram

O técnico lamentou não contar com uma seleção em suas melhores condições para o Pan, com os desfalques que seu time teve vindo do pré-olímpico, enquanto equipes como a Argentina foram completas para Lima.

"É um grupo novo, que precisa rodar, precisa passar por esses momentos. Foi assim desde o início, no começo na primeira vitória fomos bem porque neutralizamos o passe de Porto Rico. Depois, pegamos equipes que disputaram o pré-olímpico completas e vieram direto para cá em melhores condições", afirmou Zé Roberto ao Sportv.

"Nós não pudemos fazer isso, precisávamos dar um tempo para nossas jogadoras. Até porque, essa lista eu tive que passar dois meses atrás, não dá para ter bola de cristal, como tinha que preservar jogadoras por ter chegado na final da Liga das Nações, sabia que elas iriam chegar num processo de cansaço e estresse grande, não dava para colocar no Pan", completou.

Ele também criticou o calendário do vôlei este ano, com as competições em sequência um ano antes dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

"Precisa ser revisto o calendário, nossas jogadoras ficam mais sobrecarregadas. Até tenho que agradecer ao COB, é sempre um prazer estar aqui. Temos que preservar nossas jogadoras, se colocar em todas, elas vão ter um desgaste maluco. Estamos há um ano da Olimpíada e temos que pensar nisso", finalizou Zé Roberto.

Fonte: Folhapress

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI