Sargento atira em homem após confusão por celular em Teresina PI - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

6 de set. de 2019

Sargento atira em homem após confusão por celular em Teresina PI



Uma confusão envolvendo a compra de um celular terminou com uma pessoa baleada na tarde desta quinta-feira (05), no Centro de Teresina. Segundo a Polícia Militar, um sargento do Exército foi perseguido e entrou em luta corporal com um homem após tentar resolver o problema pela compra do aparelho.

De acordo com o capitão Iratan, do 1º BPM, a irmã do sargento teria comprado o celular há cerca de um mês em uma banca na praça da Bandeira. O local é conhecido pelo comércio de celulares roubados.

Após o aparelho apresentar defeitos, a mulher foi na companhia do irmão, um sargento do Exército, pedir o ressarcimento do valor pago ou a troca do aparelho.

"O rapaz que vendeu informou que não tinha como dar jeito e ele ia ficar no prejuízo. Diante desse fato, o sargento pegou um celular da banca para não ficar no prejuízo e o dono da banca gritou "pega ladrão", no que ele gritou, todos que estavam na praça se voltaram contra o sargento ", explica o capitão Iratan, do 1º BPM.

Após ser cercado, ele teria se identificado como sargento do Exército e disse estar armado. Apesar disso, o grupo não desistiu das investidas e teria iniciado uma perseguição ao sargento pelas ruas do Centro de Teresina. Para fugir do bando, ele adentrou em uma loja.

"Ele informou ao segurança que era sargento e estava armado e que estavam querendo lixar ele, para matar ele. Um dos que estavam perseguindo adentrou a loja, agrediu o sargento e, em legítima defesa, o sargento atirou na perna da vítima", relata o capitão do 1º BPM.

A vítima, identificada apenas como Victor, foi socorrida e encaminhada ao Hospital de Urgências de Teresina, onde passou por cirurgia na perna. Segundo a Polícia Militar, a vítima deve permanecer internada pelos próximos dias e, em seguida, será conduzida para prestar depoimento sobre o caso.

O sargento compareceu à Central de Flagrantes para dar a sua versão dos fatos, mas foi liberado em seguida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI