Fluminense impõe terceira derrota seguida ao Athletico-PR - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

22 de ago. de 2020

Fluminense impõe terceira derrota seguida ao Athletico-PR

 FOTO: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC

 

O Fluminense venceu o Athletico-PR por 1 a 0, neste sábado (22), na Arena da Baixada, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Mesmo poupando quatro titulares, os cariocas não tomaram conhecimento do adversário e tiveram as melhores oportunidades do jogo. Prova disso é que teve dois gols anulados (um deles polêmico).

Além disso, Muriel teve grande destaque ao realizar dois milagres na reta final e salvou o Tricolor. O gol da partida foi marcado por Aguilar (contra), ainda no primeiro tempo.

Essa foi a segunda vitória do Fluminense na competição. A equipe de Odair Hellmann, que tem sete pontos, já havia batido o Internacional. O Tricolor volta a campo na terça-feira, quando receberá o Figueirense pela Copa do Brasil -os cariocas perderam por 1 a 0, em Santa Catarina. Pelo Brasileiro, a próxima partida será contra o Vasco no próximo sábado (29).

O Athletico, por sua vez, segue em má fase. Essa foi a terceira derrota consecutiva, após iniciar o Brasileiro com duas vitórias -já havia perdido para Santos e Palmeiras. O próximo jogo do time rubro-negro será na próxima quarta (26), contra o São Paulo, em uma partida antecipada da 11ª rodada do Brasileiro.

O destaque da partida foi Paulo Henrique Ganso. O camisa 10 teve atuação digna do numero que veste e deu passes primorosos na Arena da Baixada. Após algumas partidas ruins, o jogador finalmente deu mostras de que está "vivo". Muriel também brilhou intensamente nos minutos finais ao fazer dois milagres. Pelo outro lado, Santos fez grandes defesas durante os 90min e evitou vários gols do Fluminense.

A expectativa era por um Athletico dominante desde os primeiros minutos, mas não foi o que aconteceu. Os donos da casa pareciam tímidos e não conseguiam fazer a pressão tradicional na Arena da Baixada. Melhor para o Fluminense, que conseguiu o tempo que precisava para 'entrar no jogo' e executar sua tática.

Quando o Athletico passou a se sentir mais confortável em campo e passava a ocupar o campo ofensivo, o Fluminense balançou as redes. Em cobrança de falta, Digão subiu mais que a zaga dos donos da casa para cabecear. No rebote, Luccas Claro fuzilou. O lance, no entanto, foi anulado, já que a arbitragem viu falta polêmica em cima de Richard no primeiro lance.
Mesmo com o gol anulado, o Fluminense era quem tinha as melhores chances. Michel Araújo era quem mais incomodava, mas quem também não apresentava uma boa pontaria. O uruguaio perdeu uma grande chance aos 35min e viu Santos fazer grande defesa. Yuri ainda perdeu no rebote.

A boa atuação do Fluminense era evidente tamanha as oportunidades. Aos 37min, mais um gol anulado, mas dessa vez não houve polêmica. Michel Araújo aproveitou bobeada da zaga do Athletico para fazer o gol, mas viu Luccas Claro, impedido, invalidar o lance.

O gol do Fluminense finalmente saiu na partida. Após ter dois tentos anulados, o Tricolor precisou da ajuda do adversário para tirar o zero do placar. Michel Araújo enfiou bola para Yuri cruzar buscando Marcos Paulo. Aguilar se desesperou e mandou contra a própria meta: 1 a 0.

MUDANÇA NO ATHLETICO
A atuação ruim sobrou para para Marquinhos Gabriel, que foi escolhido para sair no intervalo. Pedrinho entrou arisco e tentou dar nova cara ao time ofensivamente. O Fluminense seguia equilibrado em campo enquanto os donos da casa tinha dificuldade de criar oportunidades.

Mesmo com as mudanças, o Athletico não conseguia chegar ao gol de Muriel. Até porque a partida ficou muito truncada, com muita ganha e perde no meio de campo. Melhor para o Fluminense, que estava em vantagem e ainda conseguia boas oportunidades nos contra-ataques. O goleiro Santos não conseguia ter tranquilidade em campo.

O Athletico foi para o tudo ou nada. Após se lançar ao ataque, Muriel fez duas defesas espetaculares e manteve a vitória do Fluminense. Primeiro salvou em chute de Geuvânio e, em seguida, tirou o gol de Lucho González, de cabeça. O goleiro se tornou um dos grandes destaques do duelo nos minutos finais.

FLU POUPA
O técnico Odair Hellmann decidiu dar descanso a alguns titulares de olho da partida de volta com o Figueirense, pela Copa do Brasil. Nino, Igor Julião, Nenê e Evanílson foram poupados e deram lugar a Digão, Calegari, Ganso e Marcos Paulo.

ATHLETICO-PR
Santos; Khellven, Felipe Aguilar, Pedro Henrique, Marcio Azevedo (Abner); Wellington, Richard (Lucho González), Léo Cittadini; Marquinhos Gabriel (Pedrinho), Vinicius Mingontti (Walter), Vitinho. T.: Lucas Silvestre (auxiliar)
FLUMINENSE
Muriel; Calegari, Luccas Claro, Digão, Egídio; Yuri (Yago), Dodi, Ganso; Michel Araújo, Luiz Henrique (Wellington Silva), Marcos Paulo (Caio Paulista). T.: Odair Hellmann
Estádio: Arena da Baixada, Curitiba (PR)
Juiz: Daniel Nobre Bins (RS)
Cartões amarelo: Ganso, Wellington Silva, Digão (Fluminense); Leo Cittadini, Wellington, Aguilar (Athletico-PR)
Gols: Aguilar (contra), aos 48min do primeiro tempo

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI