Conselho interdita unidade de saúde no Piauí por falta de enfermeiros atuando - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

8 de dez. de 2020

Conselho interdita unidade de saúde no Piauí por falta de enfermeiros atuando

 Foto: Divulgação/ Coren

Em inspeção realizada nesta segunda-feira (07), o Conselho Regional de Enfermagem do Piauí (COREN-PI) decidiu pela interdição ética dos serviços de enfermagem da Unidade Mista de Saúde Joana Moraes Souza, no município de Bom Princípio do Piauí, distante cerca de 300 Km ao norte da capital. 

A medida foi motivada após os representantes da entidade constatarem a inexistência de enfermeiros durante todo o horário de funcionamento da instituição de saúde, desrespeitando a legislação federal que diz que é  'obrigatória a presença do profissional enfermeiro (a) para a supervisão e gerenciamento dos serviços de Enfermagem'.

Foto: Divulgação/ Coren

A interdição ética deve continuar até a Prefeitura de Bom Princípio, responsável pela gestão da unidade de saúde, adequar a situação e designar profissionais da enfermagem para atuarem no local. 

“Não há prazo determinado, ou seja, a duração da interdição depende da gestão da Unidade de saúde em se adequar às determinações feitas pelo Conselho, como a contratação de enfermeiros, produzir os materiais e documentos gerenciais, o POP (Procedimentos Operacional Padrão), sistematização da enfermagem, dentre outras adequações. São vários problemas que foram encontrados, mas se os problemas forem sanados rapidamente será feita a desinterdição”, explicou o conselheiro Flaviano Aragão, responsável por comunicar a interdição.

“É importante ressaltar que isso mostra que a enfermagem precisa e deve ser valorizada. Por isso que o Coren-PI faz essa fiscalização e quando identifica as irregularidades cumpre o seu papel de proteger os profissionais e a população”, completou o conselheiro. 

Foto: Divulgação/ Coren

Em contato com o Cidadeverde.com, o prefeito de Bom Princípio do Piauí, Francisco Apolinário (DC), informou que a falta de enfermeiro no local se deve a um pedido de licença sem vencimento solicitada pelo profissional que atuava na unidade. Segundo  o prefeito, o problema deve ser resolvido já nesta quarta-feira, com a contratação de novos profissionais para o setor. 

"Realmente, nós tínhamos um enfermeiro que era responsável, mas ele pediu uma licença sem vencimento, disse que recebeu uma oportunidade em outro município. Já estamos resolvendo o problema. Amanhã já iremos notificar o Coren Piauí apresentar os enfermeiros, para que a unidade volte a funcionar normalmente", garantiu o prefeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI