Corpo de idoso é enterrado por outra família após troca em hospital - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

23 de dez. de 2020

Corpo de idoso é enterrado por outra família após troca em hospital


O corpo do idoso Pedro Jorge Marciano, de 83 anos, que faleceu em decorrência de complicações da Covid-19, foi enterrado em Simões, no Piauí, por outra família após ter havido uma troca equivocada no Hospital Regional Justino Luz, em Picos, na noite desta terça-feira (22). 

Ele foi sepultado pela família de Amadeus Francisco de Carvalho, de 98 anos. O filho do idoso enterrado por engano, Arinaldo Marciano Veloso, disse que por volta das 17h00 foi informado sobre o falecimento de seu pai, e então procurou a funerária para a remoção do corpo. “Ontem por volta das 5 horas da tarde, eles pediram para eu ir até o Regional, que o médico queria dar o boletim médico do dia. Ao chegar, me apresentei, pedi para falar com ele, demorou entre 5 a 10 minutos, ele me atendeu e me explicou que o quadro do meu pai tinha agravado, que ele tinha tido duas paradas cardíacas e na segunda ele não tinha resistido. Então, eles me deram a certidão de óbito e eu perguntei como deveria agir, me indicaram que eu procurasse a funerária que eles iam me falar tudo para fazer a remoção do corpo”, comentou, em reportagem ao Cidades da Net. 



Ainda segundo Arinaldo Veloso, ao perceber que não havia identificação, a equipe da funerária teve dúvidas se era realmente o corpo de Pedro Jorge Marciano, e ao abrir, constatou que não era. “Combinamos de nos encontrar às 11h00, em frente ao necrotério, para a remoção. Ao chegar, eles foram até a portaria com a certidão de óbito do meu pai, mostraram para o porteiro, que fez o catálogo, e então liberaram a entrada deles. Eles entraram, fizeram a remoção da urna, abriram, fizeram a higienização e pediram que trouxesse o corpo, quando trouxeram o corpo, ele constatou que no corpo não havia nenhuma identificação que seria meu pai. Então ele ficou na dúvida e pediu para abrir um pouco para poder ver o rosto, ao abrir ele constatou que não era meu pai. Então começou a luta e a procura de onde estaria o corpo do meu pai”, assegurou.

Foto - Divulgação/ Cidades na Net

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI