Vídeo:"Parada pra ganhar dinheiro", diz preso suspeito de matar empresário de 80 anos - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

14 de dez. de 2020

Vídeo:"Parada pra ganhar dinheiro", diz preso suspeito de matar empresário de 80 anos

 

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa  (DHPP) concluiu a investigação sobre o latrocínio do empresário Ailton Dantas Saraiva, 80 anos, dono de uma fábrica de velas em Teresina. Após divulgação da foto, Hiago Samuel dos Santos Rocha, 20 anos,  foi preso nesta segunda-feira (14) em Timon-MA. 

O delegado Francisco Costa, o Baretta,  coordenador do DHPP, conta que o suspeito confessou o crime e declarou que teria sido convidado pelo comparsa, um adolescente de 16 anos, "para fazer uma parada". 

"Ele disse que o adolescente o chamou pra fazer uma parada pra ganhar dinheiro, o que não muda nada. Tanto ele quanto o menor respondem pelo mesmo tipo penal roubo seguido de morte, ou seja latrocínio", explica o delegado. 

Após ser levado para exame de corpo de delito, o suspeito foi trazido para o DHPP. Questionado, ele disse apenas que "não queria falar".

 Empresário foi morto em frente à sua empresa que fica na mesma rua da casa dos filhos

O crime ocorreu no bairro Lourival Parente, zona Sul de Teresina, em julho deste ano. O latrocínio foi gravado por câmeras de segurança que mostram a covardia dos suspeitos. Hiago Samuel é o que aparece pilotando a motocicleta, de acordo com o DHPP. Já o atirador foi apontado como o adolescente que foi apreendido anteriormente.

"Com a devida localização e prisão desse indivíduo, o crime está devidamente solucionado. Mais uma resposta da Polícia Civil através do DHPP dando uma resposta satisfatória a sociedade e a família. Não podemos trazer seu Ailton de volta, mas esse crime não ficará na impunidade pelo o que é atribuição da Polícia Civil", disse Baretta. 

O coordenador do DHPP também fez um desabafo e diz que aguarda que o suspeito permaneça preso. Mais cedo, o comandante geral da Polícia Militar do Piauí também alertou para impunidade e criticou o "prende e solta" ao comentar o assalto à Caixa Econômica Federal no Grande Dirceu. 

"Ele será colocodo à disposição do poder judiciário e do Ministério Público. Esperamos que ele fique preso porque a sociedade não tolera e nem aguenta mais ver seus filhos e entes sendo mortos por bandidos na rua", disse Baretta. 


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI