Cruzeiro mira técnico que prometeu negar 'até convite do Flamengo' - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

27 de jan. de 2021

Cruzeiro mira técnico que prometeu negar 'até convite do Flamengo'

 Agora sem Felipão, o Cruzeiro terá de ir ao mercado para recompor seu comando técnico. Mais do que isso, precisará de um forte poder de convencimento ou da ajuda crucial de investidores para encontrar o substituto do treinador pentacampeão.

O grande problema é que o Cruzeiro não tem esse poder de barganha, tudo pela fragilidade econômica do clube, que apresenta dívida global estimada em mais de R$ 1 bilhão. Mesmo assim, o time mira Felipe Conceição, técnico responsável pela ascensão do Guarani na Série B do Campeonato Brasileiro e que chegou a dizer que negaria até um eventual convite do Flamengo.

Felipe Conceição interessa à Raposa para 2021 (Foto: Thomaz Marostegan/Guarani FC)

"Nem se o Flamengo [viesse], hoje não. Eu tenho a palavra com o presidente [Ricardo Moisés, do Guarani], eu vou cumprir. E além disso, da palavra e do ambiente que eu tenho com os atletas, da autonomia que eu tenho para trabalhar aqui, enfim, vários fatores que ajudam você a ser firme na posição, eu tenho os meus valores também e quero construir eles assim na minha carreira", disse à EPTV, afiliada à Globo, em novembro de 2020.

O contrato de Tigrão -como o treinador é conhecido- com o Guarani vai até o fim de 2021. Ele está no clube há três meses, desde outubro, quando substituiu Ricardo Catalá, treinador que queria trabalhar com jogadores mais experientes, o que está fora da realidade financeira atual do Guarani.

Conceição comandou o clube bugrino em 23 jogos até agora, com 11 vitórias, 4 empates e 8 derrotas, somando aproveitamento de 53,6%.O treinador negou recentemente propostas do Coritiba e investidas do Cuiabá, clube que alcançou o acesso à Série A com Allan Aal.

Além da falta de dinheiro o Cruzeiro tem outros problemas a serem resolvidos, como a punição administrativa da CNRD (Câmara Nacional de Resoluções de Disputas), que atinge ainda a parte esportiva, já que a equipe celeste está impossibilitada de inscrever novos atletas na CBF.

A punição é motivado pelo fato de o Cruzeiro não ter pago R$ 1,3 milhão ao PSTC, do Paraná, pela venda do zagueiro Bruno Viana ao Olympiacos, da Grécia. O time paranaense tinha 20% dos direitos do jogador e ficou sem sua parte do acordo, o que motivou o processo na CNRD. Viana foi vendido em 2016.

Fonte: Folhapress

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI