Cadastro permite agendar vacina de trabalhadores em saúde - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

18 de fev. de 2021

Cadastro permite agendar vacina de trabalhadores em saúde

 Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) lançou o 'Vacine Já' para agendamento da vacinação contra a Covid-19. No momento, a plataforma é voltada apenas para o cadastro de idosos a partir de 90 anos- que não puderam comparecer à vacinação nos drive-thru em Teresina- e para trabalhadores em saúde da rede privada de Teresina. (acesse aqui)

Para os idosos, o agendamento é feito para uma das dez Unidades Básicas de Saúde (UBS) ou em casa, caso o paciente seja acamado. 


CADASTRO IDOSOS A PARTIR DE 90 ANOS

O cadastro é realizado no site da FMS. Para ter acesso, basta clicar no banner 'Vacine Já'. Ao entrar, o usuário deve clicar na opção de 'pré-cadastro e preencher dados como CPF e endereço, escolher uma Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência, dia e horário da vacinação. 

No caso dos acamados, ele inicialmente vai se identificar como tal e então preencher os dados; em seguida deve aguardar o contato da FMS, que irá agendar a visita da equipe de saúde. 

CADASTRO DE TRABALHADORES EM SAÚDE

No 'Vacine Já' há ainda opção do cadastro de trabalhadores de saúde da rede privada. O presidente do Sindicato dos Odontologistas do Estado do Piauí (SOEPI), Sérgio de Sá Pires, conta que a plataforma foi criada após uma reinvindicação da categoria que acionou o Ministério Público do Piauí (MP) pedindo mais transparência na vacinação em profissionais que trabalham em clínicas e hospitais da rede privada. 

"Anteriormente, as clínicas solicitavam por email a vacinação para o corpo clínico, ou seja, de todos que trabalham nos estabelecimentos de saúde. Mandava o nome e CPF e a FMS enviava para esse estabelecimento. Mas assim, a FMS perdia o gerenciamento, não tinha controle. Não sabia se a pessoa realmente teria sido vacinada", explica Pires. 

O presidente da SOEPI e membro do Conselho Regional de Odontologia (CRO) conta que, após três reuniões com o MP e integrantes de conselhos da área de saúde, foi criada a plataforma 'Vanice Já que permite mais transparência na vacinação. 

"Isso resultou na criação dessa plataforma dentro do site da FMS onde todos os profissionais de saúde, pessoa física ou jurídica (clínicas) têm que ser cadastrados", explica  Sérgio de Sá. 

No estado há cerca de 1.500 dentistas e mais 1.500 técnicos em saúde bucal. Desse total, até o momento, apenas 20% teria sido imunizado contra a Covid-19, de acordo com o SOEPI

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI