Câmara aprova modificação na reforma com aumento na economia da Prefeitura - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

16 de fev. de 2021

Câmara aprova modificação na reforma com aumento na economia da Prefeitura

 Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

A Comissão de Legislação e Justiça da Câmara Municipal de Teresina aprovou a proposta de reforma administrativa da Prefeitura de Teresina. A matéria foi aprovada com modificações provocadas por emendas apresentadas pelos vereadores. 

O presidente da comissão, vereador Dudu Borges (PT), afirma que a economia que seria de R$ 27 mil foi alterada para R$ 100 mil. Com uma das emendas, foi rejeitado artigo que previa aumento na remuneração para cargo do Instituto de Previdência do Município de Teresina (IPMT).  A reforma proporcionou redução  de cargos. 

“Fizemos uma reunião na comissão e foram apresentadas emendas à proposta que vai seguir para o plenário. Iria propor a supressão de um dos artigos da reforma que alterava salários, mas conversando com o técnico da prefeitura, ele explicou que Dr. Pessoa já mandou a modificação. Inclusive amplia a economia da reforma e contempla a supressão de um dos itens da reforma. A economia passa de R$ 27 mil para quase R$ 100 mil.  No IPMT, uma das categorias iria ter aumento. A Lei Federal proíbe aumento em época de pandemia. Iria pedir a supressão. Mas Dr. Pessoa já se antecipou e mandou uma nova proposta que aumenta a economia”, disse Dudu. 

A outra emenda diz respeito a criação da Coordenadoria de Segurança e a Guarda Municipal. As pastas que ficariam vinculadas a Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) fica subordinada à Secretaria de Governo. Segundo o vereador, a mudança contribuiu para maior autonomia da Guarda. 

“Apresentei a da modificação da Guarda Municipal que foi aprovada na comissão. Em relação a Guarda quem ganha é o povo porque ela fica ligada diretamente ao gabinete do prefeito. Ela terá mais autonomia e robustez para ir em busca de recursos federais. Fico feliz porque ontem Dr. Pessoa já acenava com essa possibilidade. Isso mostra que o Executivo e o Legislativo têm harmonia e independência. Nossa emenda é consenso. Teremos uma Guarda fortalecida”, afirmou o vereador do PT.

O vereador Bruno Vilarinho (PTB) apresentou emenda supressiva contra a proposta da prefeitura de tirar a diretoria de recursos hídricos da Secretaria de Meio Ambiente. Com isso, ela passaria a ter vínculos com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh).

O líder do prefeito na Casa, vereador Renato Berger, pede para negociar a emenda de Vilarinho. Ele explica o motivo da prefeitura buscar a mudança. 

“Primeiro passo foi na Comissão de Legislação e Justiça e tivemos o parecer favorável sobre a constitucionalidade e a legalidade.  Existem as emendas. A do vereador Bruno que retira a parte de Recursos Hídricos da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh) e permaneça na Secretaria de Meio Ambiente. Vamos conversar a respeito. Não é um problema grande. É responsabilidade do município. Não há problema é possível conversar. O que muda é a questão das obras que passariam para a Semduh. A parte das taxas e fiscalização segue com a Semar”, afirmou. 

Lídia Brito
lidiabrito@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI