Idoso de 97 anos chega dirigindo carro para se vacinar em SP - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

9 de fev. de 2021

Idoso de 97 anos chega dirigindo carro para se vacinar em SP



O início da vacinação contra a Covid-19 em drive-thrus na capital paulista foi marcada nesta segunda-feira (8) por cenas emocionantes e inusitadas, como a do imigrante italiano Lando Lombardi, que, aos 97 anos, chegou para se vacinar dirigindo um automóvel modelo Scort, de 1985.

Lúcido e muito ativo, ele foi sozinho ao posto de vacinação do Anhembi, na Zona Norte da capital, para se imunizar contra o coronavírus e disse após a vacinação que se sentia alegre e contente por finalmente poder se imunizar contra a doença.

“Todo mundo tem que ser vacinado. Me sinto mais alegre e contente por poder conversar mais com as pessoas. Uma vez que você é vacinado, já se sente melhor”, afirmou.

Lando Lombardi, de 97 anos, dirige o Scort 1985 no posto de vacinação do Anhembi, na Zona Norte de São Paulo. — Foto: Reprodução/SMSSP

Lombardi também falou sobre o medo que algumas pessoas ainda têm da vacina contra a Covid-19 e deu um conselho aos idosos na da faixa etária dele: “Não tenham medo. Se vacinar é a parte principal da vida. É o mais seguro para a saúde”, disse o italiano.


Sobre o fato de chegar sozinho do drive-thru do Anhembi para tomar vacina, mesmo aos 97 anos, Lombardi disse que dirigir é “uma especialidade dele” e, como bom italiano, precisava se apressar a voltar para casa para "comer uma macarronada preparada por ele mesmo".

Postos drive-thru em SP

A campanha de vacinação de idosos com mais de 90 anos na cidade de São Paulo contra o coronavírus ganhou nesta segunda-feira (8) novos pontos de imunização com o atendimento drive-thru e também a ampliação do atendimento nas unidades básicas de saúde (UBS) da capital.

A Secretaria Estadual da Saúde abriu cinco postos de vacinação no estilo drive-thru, que vão funcionar em pontos estratégicos da cidade, como estádios, igrejas e locais de eventos como o Anhembi e o autódromo de Interlagos.


As unidades drive-thru, segundo o governo estadual, são para garantir a segurança dos idosos, que formam a faixa etária mais vulnerável à Covid-19 no estado, com a maior taxa de letalidade da doença.

Os idosos são vacinados de dentro do carro, sem necessidade de entrar em hospitais ou postos de saúde, onde há elevada circulação de vários tipos de vírus.


Segundo a Prefeitura de SP, ao menos 2.887 idosos foram vacinados nesta segunda-feira (8) nos postos de drive thru da capital paulista.

No posto montado no Autódromo de Interlagos, na Zona Sul, uma família chegou antes das 5h para garantir o primeiro lugar na fila. Dona Izilda chegou ao local por volta das 4h50 para "guardar vaga" e conseguir vacinar o sogro.

"Foi com muito sacrifício. Meu sogro não queria vir. Eu cheguei nele e falei: se o senhor não tomar essa vacina, eu não venho mais na casa do senhor. Graças a Deus estou aqui e ele vai ser o primeiro a tomar".

"Foi na base da chantagem, aí ele cedeu um pouquinho. É uma pessoa de 93 anos, completou na sexta-feira. (...) Para nós vai ser um alívio, que não está fácil", contou Oswaldo sobre vacinar o pai, Armando.

Unidades básicas de Saúde

A Prefeitura de São Paulo também está ampliando a vacinação contra a Covid-19 para as 468 UBS da cidade e 87 AMAS Integradas, além de criar três unidades Centros-Escola que atenderão os idosos em ambientes amplos e arejados.

A expectativa da secretaria municipal de Saúde é imunizar quase 33 mil pessoas desta faixa etária em toda a cidade nessa primeira fase do programa de imunização.

A previsão é a de que os idosos na faixa etária entre 85 e 89 anos comecem a ser imunizados no dia 15 de fevereiro. Não há previsão de vacinação para idosos em outras faixas etárias.

Postos de vacinação drive-thru na capital paulista:
Estádio do Pacaembu, na Praça Charles Miller;
Estádio Neo Química Arena (Corinthians);
Autódromo de Interlagos; - Rua Jacinto Júlio, portão EHN;
Anhembi - Rua Olavo Fontoura - Portão 38;
Igreja Boas Novas - Rua Marechal Malet, 611 - Vila Prudente, na Zona Leste de São Paulo;

Já os três centros-escola criados pela prefeitura ficam nos seguintes endereços:
Centro-Escola Barra Funda
Av. Dr. Abrahão Ribeiro, 283
Centro-Escola Geraldo de Paula Souza
Av. Dr. Arnaldo, 925
Centro-Escola Samuel Barnsley Pessoa – Butantã
Av. Vital Brasil, 1.490

A vacinação nos drive-thrus ocorrerá de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Nas UBSs e nos centros-escolas, das 7h às 19h.

Para evitar aglomerações, a orientação é que os idosos dependentes sejam acompanhados por apenas uma pessoa. Segundo a prefeitura, também terá início nessa segunda (8) a vacinação domiciliar, para a mesma faixa etária, de pessoas que tiverem restrição de mobilidade.

Idosos vacinados

Segundo a Prefeitura, o município já vacinou 1/3 dos idosos com mais de 90 anos na cidade de São Paulo desde sexta-feira (5), quando o prefeito Bruno Covas (PSDB) decidiu antecipar a imunização do grupo.

No primeiro dia da campanha foram 12.914 idosos imunizados contra a Covid-19. Com isso, a cidade chega a um total de 213.619 mil pessoas imunizadas até o sábado (6).

Na terça-feira (11) terá início a vacinação dos profissionais de saúde autônomos com idade acima de 60 anos.

Para agilizar o atendimento, os idosos, seus familiares ou qualquer pessoa que integre o público previsto na campanha pode realizar o pré-cadastramento para a vacinação contra a Covid-19 no site Vacina Já (www.vacinaja.sp.gov.br).

Vacinação no estado de São Paulo

O estado de São Paulo vacinou 903.482 pessoas contra a Covid-19, segundo balanço do "vacinômetro" da Secretaria Estadual de Saúde, atualizado até as 18h desta segunda-feira (8). O número corresponde a cerca de 1,95% da população paulista.

Ao menos 16 municípios do estado já atingiram o patamar de mais de 5% da população da cidade vacinada, segundo o balaço do governo estadual desta segunda.

Em São Paulo, a vacinação começou no dia 17 de janeiro com os profissionais de saúde. Também receberam as primeiras doses da vacina os indígenas, quilombolas e idosos que vivem em instituições.

Pelas regras do Plano Nacional de Imunização (PNI), o estado de São Paulo tem direito a cerca de 20% de cada remessa das vacinas que são liberadas para uso. A taxa é calculada pela proporção da população.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI