Sem acordo, greve dos motoristas e cobradores de ônibus completa 1 mês - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

8 de mar. de 2021

Sem acordo, greve dos motoristas e cobradores de ônibus completa 1 mês



A greve dos motoristas e cobradores do transporte coletivo de Teresina completou 30 dias nesta segunda-feira (08), e segue por tempo indeterminado, com negociações paradas e sem previsão de um acordo. O movimento visa reivindicar a não renovação da convenção coletiva de trabalho da categoria, que prevê alguns direitos dos trabalhadores, como auxílio alimentação e plano de saúde. 

Em entrevista ao Meionorte.com, Ajuri Dias, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários do Estado do Piauí (SINTETRO), explicou que as negociações seguem paralisadas até o momento, pois o sindicato ainda não foi convidado para novas conversas após a decisão do Sindicato das Empresas Transporte Urbano de Teresina (SETUT), em aceitar a proposta da Prefeitura em parcelar a dívida de 22 milhões em 20 vezes, acumulada até setembro de 2020. 

“A greve continua por tempo indeterminado. A gente soube que a prefeitura fez um acordo com a Setut para que as categorias voltassem normalmente, mas infelizmente a gente não tem nenhuma informação, não fomos convidados ou notificados para nenhum acordo, e por isso a greve continua. Não temos nenhuma conversa com a Setut depois do anúncio com a prefeitura. Estamos abertos a conversas e diálogos, mas infelizmente o sindicato não foi de maneira nenhuma comunicado para que pudéssemos estar sobre a greve”, explicou. 

Foto: Reprodução/ CUT-PI


A reportagem procurou o Setut, que informou por meio de nota que no momento está aguardando o repasse financeiro da Prefeitura e buscará mais recursos, através do sistema bancário, para poder efetuar o pagamento das folhas de janeiro e fevereiro. “O Setut informa que, desde o início do movimento grevista, segue uma busca de uma negociação com o Sindicato dos motoristas e cobradores e com a Prefeitura de Teresina, a fim de que o impasse seja resolvido. Ao colocar em dia os salários dos trabalhadores, o Sindicato das empresas aguarda que a greve seja suspensa e a frota de ônibus volte a sua normalidade”, diz trecho da nota. 

Por todo o mês de fevereiro, as partes se reuniram para que pudessem chegar a um acordo, mas sem sucesso. Ajuri Dias explica que a expectativa é que haja uma reunião o mais breve possível para que haja um entendimento, pois muitos trabalhadores já estão passando por muitas dificuldades. 

“Nós não tivemos nenhum contato do Setut e por isso a gente continua, pois não temos nenhuma novidade ou proposta. A gente tem a ciência de que já tem 30 dias e os trabalhadores já estão com dificuldades financeiras por conta dessa situação. A gente tá esperando que sejamos convidados para retornar às negociações. Esperamos que sejamos notificados para que chegamos a um entendimento”, finaliza. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI