4 de Julho é goleado por 9 a 1 do São Paulo e está fora da Copa Do Brasil - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

9 de jun. de 2021

4 de Julho é goleado por 9 a 1 do São Paulo e está fora da Copa Do Brasil



A equipe piauiense do 4 Julho foi eliminado na noite desta terça-feira (08) da Copa do Brasil, após sofrer uma devastadora goleada do São Paulo por 9 a 1 no Morumbi. O colorado de Piripiri iniciou a partida com um gol em menos de um minuto, mas ao logo da partida teve muitas falhas e foi goleado pelo time paulista, que se classificou para as oitavas de final da competição.

Luciano (2), Pablo (3),Gabriel Sara, Rigoni, Bruno Alves e Gilmar Bahia (contra) marcaram os gols tricolores. Dudu Beberibe anotou o tento dos visitantes. Apesar do atropelo do São Paulo, Pablo, Luciano e companhia passaram apuros na partida, sobretudo no início dela. Logo no primeiro minuto de jogo, o 4 de Julho abriu o placar e levantou ainda mais dúvidas sobre a capacidade de o Tricolor reverter o quadro.

Fato é que com o passar dos minutos o Tricolor se encontrou em campo e escancarou o abismo técnico entre as duas equipes, o que não pôde ser visto na ida, no Piauí. Com o resultado, o São Paulo embolsou mais R$ 2,7 milhões, premiação dada às equipes que estarão nas oitavas de final da Copa do Brasil. O Tricolor, que vive grave crise financeira, pode embolsar pouco mais de R$ 69 milhões caso seja campeão do torneio.

São Paulo goleia o 4 de Julho por 9 a 1 (Foto: Marcello Zambrana/ Agif)

Missão cumprida para Hernán Crespo e seus jogadores, que agora voltam o foco para o importante confronto com o Atlético-MG, domingo, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro. Será o primeiro grande teste do São Paulo enfrentando uma equipe do primeiro escalão nacional que não é do mesmo estado.

O jogo

Com uma formação completamente ofensiva, o São Paulo tratou de ir ao ataque desde o primeiro instante, mas recebeu o contragolpe cedo. Logo no primeiro minuto, o 4 de Julho recuperou a posse de bola e após uma rápida troca de passes Dudu Beberibe invadiu a área e tocou na saída de Tiago Volpi para abrir o placar no estádio do Morumbi.

Surpreendendo a todos mais uma vez, o 4 de Julho passou a ser agredido fortemente pelo São Paulo, mas também levava perigo esporadicamente. Aos 11 minutos, Edy aproveitou a sobra do escanteio e arriscou de bem longe, mandando rente à trave.

De tanto figurar no ataque, o São Paulo começou a levar bastante perigo para o goleiro Jailson. Primeiro com Pablo, que não alcançou o cruzamento rasteiro de Rodrigo Nestor na pequena área. Mas, pouco depois, Luciano não perdoou. Reinaldo cobrou escanteio no segundo pau, e o atacante apareceu para completar de cabeça, encobrindo o goleiro adversário.




Cinco minutos depois de empatar, o São Paulo virou o jogo. Desta vez, Pablo não desperdiçou a oportunidade de balançar as redes. Aos 21 minutos, Nestor enfiou para Luciano, que tocou para o camisa 9 tricolor precisar apenas completar para o fundo das redes, já longe do alcance do goleiro.

Precisando de mais um gol para se classificar no tempo regulamentar, o São Paulo conseguiu o objetivo com 30 minutos de jogo. Rigoni fez bela jogada individual pela direita, chegou na linha de fundo e cruzou na cabeça de Gabriel Sara, que ainda viu a bola bater na trave antes de morrer no fundo das redes.

Antes do intervalo, o São Paulo ainda teve gols anulados, e o 4 de Julho carimbou o travessão em cobrança de falta. Primeiro tempo agitado e que rendeu fortes emoções aos torcedores que acompanharam a partida.

Segundo tempo

O 4 de Julho voltou mais ligado para o segundo tempo. Logo no primeiro minuto, Igor Vinícius e Dudu Beberibe disputaram a bola, mas o atacante do time do Piauí chegou primeiro, completando de cabeça e sendo atingido posteriormente pelo camisa 2 do São Paulo, mas o árbitro não marcou pênalti. Depois, em uma bomba de Pica-Pau, Tiago Volpi se esticou para fazer a defesa no ângulo.

Apesar das chegadas dos visitantes, foi o Tricolor quem acabou indo às redes. Aos dez minutos, Pablo recebeu de Gabriel Sara, dominou de costas para o gol e girou batendo para transformar a vitórias em goleada.

Daí em diante foi um verdadeiro passeio. Pouco depois de Pablo marcar o quarto gol do São Paulo, Luciano carimbou a trave ao tocar na saída do goleiro. Azar para um atacante, sorte para outro. Aos 17 minutos, Rigoni recebeu na direita e, dentro da área, chutou cruzado, contou com o desvio na defesa e acabou marcando o quinto tento tricolor.

Até zagueiro estufou as redes nesta noite no Morumbi. Em cruzamento no primeiro pau, Bruno Alves apareceu para completar de peixinho, no canto, sem chances para Jailson. E não parou por aí. O sétimo gol do São Paulo quem marcou foi o time adversário. Chico Bala tentou afastar o perigo de cabeça, mas acabou encobrindo o goleiro, o que fez o São Paulo chegar ao 7 a 1.


Não satisfeito, o São Paulo ainda marcou o oitavo gol antes do apito final. Welington chegou na linha de fundo pela esquerda e cruzou para Pablo, que tentou na primeira vez de cavadinha, a bola bateu na trave e voltou para seus pés. Na segunda tentativa, não teve jeito.

Ainda teve espaço para mais um, no último lance de jogo. Shaylon bateu forte, o goleiro espalmou, a bola sobrou para Pablo, que tocou para Luciano apenas chapar para o fundo das redes e fechar a longa conta no Morumbi.
Tópicos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI