Apartamento na zona leste de Teresina é alvo de operação contra pornografia infantil - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

9 de jun. de 2021

Apartamento na zona leste de Teresina é alvo de operação contra pornografia infantil

 Fotos: Divulgação Polícia Civil Piauí

 

Atualizada às 11h

Um apartamento na zona leste foi o alvo do mandado  de busca e apreensão cumprido nesta quarta-feira (09) em Teresina como parte da operação nacional “Luz na Infância”, que apura crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes na internet. O proprietário do imóvel é um autônomo, de aproximadamente 40 anos, que teve materiais eletrônicos como celulares, notebooks e um HD apreendidos. 

De acordo com o delegado Mateus Zanatta, outras duas pessoas que moram no mesmo imóvel e dividem a internet com o proprietário também tiveram equipamentos eletrônicos apreendidos. Todo o material vai passar por perícia que deve confirmar se de fato havia o compartilhamento e armazenamento de material relacionado à exploração de sexual de crianças e adolescentes. 

"Lá na residência a internet é compartilhada com outras duas pessoas. Por isso, que vai ter a perícia em cada um dos dispositivos apreendidos para verificar em qual dos dispositivos foi armazenado ou foi transmitido material digital envolvendo abuso ou exploração sexual de crianças e adolescentes. Ele é o dono do apartamento, mas existem outras duas pessoas que usam a internet e estão habitualmente no apartamento", explicou o delegado Mateus Zanatta. 

O proprietário do apartamento deve prestar depoimento nesta quinta-feira (10) à Polícia Civil. Caso a perícia confirme os crimes investigados, ele poderá ser indiciado. 

Ainda de acordo com o delegado Mateus Zanatta, é a primeira vez que o autônomo é alvo de mandados judiciais. 

Matéria original 

A Polícia Civil do Piauí cumpriu nesta quarta-feira(09) um mandado de busca e apreensão dentro da oitava fase da operação nacional “Luz na Infância”, que apura crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes na internet. A ação foi deflagrada em 18 estados e mais cinco países. 

De acordo com o coordenador das delegacias especializadas, Mateus Zanatta, o mandado era para apreensão de dispositivos eletrônicos e computadores. “Serão periciados para confirmar se há ocorrência desse tipo de crime”, destacou. 

O cumprimento do mandado faz parte de uma mobilização nacional para combater crimes de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes na internet e foi articulada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública por meio da Secretaria de Operações Integradas (Seopi). 

Na Operação Luz na Infância 8, foram cumpridos 176 mandados de busca e apreensão no Brasil e em mais cinco países: Argentina, Estados Unidos, Paraguai, Panamá e Equador.

Houve a colaboração da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, por meio da Homeland Security Investigations (HSI), que ofereceu cursos, compartilhamento de boas práticas e capacitações.

Balanço das Operações

Em suas sete edições anteriores, realizadas entre 2017 e 2020, a ‘Luz na Infância’ já cumpriu mais de 1.450 mandados de busca e apreensão e prendeu cerca de 700 suspeitos de praticarem crimes cibernéticos de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes em todo o Brasil e nos países participantes da ação.

Os resultados das operações anteriores foram os seguintes:

Luz na Infância 1: 20 de outubro de 2017. Foram cumpridos 157 mandados de busca e apreensão de computadores e arquivos digitais. Foram presas 108 pessoas.

Luz na Infância 2: 17 de maio de 2018. As Polícias Civis dos Estados cumpriram 579 mandados de busca, resultando na prisão de 251 pessoas.

Luz na Infância 3: 22 de novembro de 2018. Operação deflagrada no Brasil e na Argentina com o cumprimento de 110 mandados de busca, resultando na prisão de 46 pessoas.

Luz na Infância 4: 28 de março de 2019. Operação deflagrada em 26 estados e no Distrito Federal resultou no cumprimento de 266 mandados e 141 pessoas presas.

Luz na Infância 5: 04 de setembro de 2019. Operação deflagrada em 14 estados e do Distrito Federal, além dos Estados Unidos, Paraguai, Chile, Panamá, Equador e El Salvador. A ação resultou no cumprimento de 105 mandados e 51 pessoas presas. 

Luz na Infância 6: 18 de fevereiro de 2020. Operação envolveu policiais civis de 12 estados, além dos Estados Unidos, Colômbia, Paraguai e Panamá. Foram cumpridos no Brasil e nos quatro países 112 mandados de busca e apreensão.

Luz na Infância 7: 06 de novembro de 2020. Operação envolveu policiais civis de 12 estados, além dos Estados Unidos, Argentina, Paraguai e Panamá. Foram cumpridos no Brasil e nos quatro países 136 mandados de busca e apreensão.


Caroline Oliveira e Natanael Souza 
redacao@cidadeverde.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI