Cerca de 25% dos aprovados ainda não receberam auxílio do Governo do Estado - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

4 de jun. de 2021

Cerca de 25% dos aprovados ainda não receberam auxílio do Governo do Estado

 Foto: Roberta Aline/ Cidadeverde.com 

Trabalhadores e empresários do setor de bares, restaurantes e eventos apontam dificuldades para receber o auxílio financeiro de R$ 1 mil ofertado pelo Governo do Estado. O cadastro para receber o benefício teve início ainda no mês de abril, mas, de acordo com o Sindicato da Hotelaria e Gastronomia do Piauí, muitos beneficiários que se enquadram nos critérios estabelecidos ainda não receberam os valores.
 
A situação foi confirmada pelo coordenador do Piauí Auxílio, Tiago Ribeiro, que informou ao Cidadeverde.com que uma força tarefa foi montada para solucionar o impasse o mais rápido possível. 
 
Segundo ele, 4100 benefícios foram aprovados, entre pessoas físicas e pessoas jurídicas, mas 996 ainda aguardam o valor ser depositado nas contas, o que representa cerca de 25% do total.  Ainda de acordo com  coordenador, a secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico trabalha para efetuar 512 das ordens de pagamento restantes até a próxima segunda-feira. O restante dos pagamentos deve acontecer até o dia 15 de junho. 
 
Além de instabilidades no sistema, inconsistências nos dados bancários dos beneficiários também acabaram motivando os atrasos nos pagamentos do auxílio. "
 
"A  gente conseguiu identificar que a maioria dos pagamentos que tinha voltado foi inconsistências na conta. Ou pessoas físicas que colocaram contas de terceiros, como mãe ou marido; ou pessoas jurídicas que colocaram contas de pessoas físicas. Também tivemos problemas com as contas digitais. O SIAFE [Sistema de pagamentos do governo do Estado] só permite na descrição da conta 10 dígitos. Tem muita conta de banco digital que tem mais de 10 dígitos. Então, descobrimos que muitos pagamentos direcionados a essas contas também estavam voltando", explicou Tiago Ribeiro. 
 
O coordenador do Piauí Auxílio também informou que a força tarefa montada para agilizar os pagamentos vai analisar individualmente cada um dos casos dos beneficiários que ainda não recebeu os valores. Ele garante que todos os aprovados estão com o pagamento garantido. "A gente só vai zerar o auxilio quando o último beneficiário aprovado receber", disse. 
 
Atendimento 
 
Por causa da demora nos repasses, o Sindicato da Hotelaria e Gastronomia do Piauí deu início a um processo de intermediação entre trabalhadores e beneficiários. Os representantes da categoria dizem que os trabalhadores enfrentam dificuldades para ter acesso aos canais de informação sobre o auxílio. 
 
"O Whatsapp deles não responde, é um grande problema. Há uma dificuldade nessa comunicação com o beneficiário. Eles devem abrir uma nova forma de contato", avaliou o presidente do Sintshogastro, Franklin Batista. 
 
Sobre a reclamação, o coordenador do Piauí Auxílio disse ao Cidadeverde.com que o atendimento pelo Whatsapp foi ampliado para agilizar a comunicação. Além disso, ele destaca que os beneficiários que possuem pendências podem se dirigir pessoalmente à Secretaria de Desenvolvimento Econômico para buscar atendimento. 
 
O auxílio 
 
O auxílio emergencial no valor de R$ 1 mil é destinado para os profissionais dos setores de bares, restaurantes e eventos, além de empresas que também atuam no setor e foram prejudicadas durante a pandemia. Ao todo R$ 6 milhões serão investidos pelo Estado para o pagamento do beneficio. 
 
O auxílio será pago em duas parcelas de R$ 500 para pessoas físicas desempregadas desses setores, e em uma parcela de R$ 1.000 a empresas, mediantes cadastro no site disponibilizado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico.
 
Para receber o beneficio,  pessoa física deverá ter sido demitida nos últimos nove meses pelos Cnaes das atividades econômicas dos setores de bares, restaurantes e estabelecimentos de eventos. A pessoa jurídica deverá ter registrado em seu cartão CNPJ os Cnaes desses setores.
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI