Lázaro Barbosa morre durante troca de tiros com a polícia em Goiás - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

28 de jun. de 2021

Lázaro Barbosa morre durante troca de tiros com a polícia em Goiás

 Lázaro Barbosa de Sousa, de 32 anos foi morto durante confronto com as forças policiais na manhã desta segunda-feira (28/06) em uma área de mata próximo a residência da sua ex-sogra. Mais cedo, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, fez o anúncio em suas redes sociais de que o 'serial killer do DF' teria sido preso. Instantes depois, agentes que trabalham na captura informaram que ele estaria morto

Após o confronto no matagal, Lázaro ainda chegou a ser socorrido e levado a uma viatura do Corpo de Bombeiros, mas não resistiu.

Aplausos

Os policiais que participaram da caçada ao criminoso durante 20 dias foram aplaudidos na base da força-tarefa. As pessoas ainda soltaram fogos em comemoração ao término das buscas ao foragido.


Lázaro foi encaminhado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito - Foto: ReproduçãoLázaro foi encaminhado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito - Foto: Reprodução

De acordo com informações, pessoas ligadas a Lázaro chegaram a fazer contato com um advogado criminalista para negociar sua rendição. O foragido planejava se entregar à polícia de uma forma que garantisse a sua integridade física. Telefones de familiares, amigos e um aparelho que Lázaro carregava pela mata durante a fuga cinematográfica foram grampeados e monitorados pelas equipes de investigação. As informações facilitaram a prisão do maníaco.

Governador deu a notícia

"Acabo de receber neste momento uma informação de todas as equipes que estão na região de Cocalzinho que o Lázaro foi preso. Como eu disse, era questão de tempo até que a nossa polícia, a mais preparada do País, capturasse o assassino Lázaro Barbosa. Parabéns para as nossas forças de segurança. Vocês são motivo de muito orgulho para a nossa gente! Goiás não é Disneylândia de bandido", disse o governador Ronaldo Caiado em uma rede social.


20 dias de buscas

As buscas começaram no dia 9 de junho, após o crime no DF. Na fuga, Lázaro roubou um carro e foi para a cidade de Cocalzinho de Goiás, a 80 km de distância. Desde então, foi perseguido pela força-tarefa policial pelas matas da região. Drones, helicópteros, rádios comunicadores e até um caminhão com uma plataforma de observação elevada de videomonitoramento ajudaram nas operações.

Durante a perseguição, Lázaro invadiu ao menos 11 fazendas, trocou tiros e baleou moradores, dois policiais militares e um oficial da Força Aérea Brasileira (FAB), segundo informações da força-tarefa.

Lázaro Barbosa é carregado pelos policiais e colocado em uma ambulância - Foto: ReproduçãoLázaro Barbosa é carregado pelos policiais e colocado em uma ambulância - Foto: Reprodução

Lázaro Barbosa foi preso após 20 dias de uma megaoperação na mata de Goiás - Foto: ReproduçãoLázaro Barbosa foi preso após 20 dias de uma megaoperação na mata de Goiás - Foto: Reprodução

Bolsonaro comenta

presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou suas redes sociais nesta segunda-feira (28), para comentar a morte de Lázaro Barbosa, de 32 anos, procurado há 20 dias pela polícia por crimes cometidos no Distrito Federal e em Goiás. 

Em sua conta oficial no Twitter, onde comumente se posiciona, Bolsonaro escreveu: "Lázaro: CPF cancelado!”. A expressão é utilizada no meio policial para se referir a execuções ou mortes.




Tópicos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI