Acusado de ajudar jovem a matar o ex na saída de motel em Altos é preso - Barra d Alcântara News

últimas

Post Top Ad

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI

25 de set. de 2021

Acusado de ajudar jovem a matar o ex na saída de motel em Altos é preso



A Polícia Civil do Piauí, através do 14° Distrito Policial de Altos (40 km de Teresina), realizou nesta sexta-feira (24), a prisão de Denis Carlos Baldez Nunes Rocha, acusado de ter participação no homicídio de Johonigelison Feitosa de Oliveira, de 20 anos, morto com um tiro na cabeça pela sua ex-companheira, Sara Nieli Pessoa dos Santos Pereira, na saída de um motel da cidade na madrugada do dia 23 de agosto deste ano.

Denis Carlos Baldez é tido como o piloto da motocicleta utilizada no dia do crime para perseguir a vítima. Em entrevista ao Meionorte.com, o agente Henrique Araújo, responsável pela prisão do acusado, informou que ele foi preso em sua residência, localizada no bairro Planalto Uruguai, na zona Leste de Teresina e não resistiu a prisão.

Johonigelison Feitosa de Oliveira foi morto com um tiro na cabeça pela ex-namorada em Altos (Foto: Divulgação)

“A Polícia Civil de Altos, coordenada pelo Delegado Cayo Sousa, deu cumprimento ao mandado de prisão contra o referido nacional em questão. O mesmo vai responder pelo crime de homicídio e sua ex-namorada Sara, encontra-se presa ainda e o mesmo passará por uma audiência de custódia amanhã e provavelmente continuará com sua prisão preventiva e para ir para o presídio”, destacou.

Denis Carlos Baldez foi encaminhado para a Central de Flagrantes de Teresina para os procedimentos cabíveis. A motocicleta utilizada para dar apoio no crime, uma Honda CB 250, também foi apreendida.

Motocicleta utilizada no dia do crime foi apreendida (Foto: Divulgação)

Relembre o caso

O Meionorte.com apurou que a jovem teria ligado para a vítima momentos antes do crime, que teria informado para a acusada que estava no motel com outra pessoa. Diante da informação, Sara Nieli Pessoa dos Santos Pereira foi até o local, ficou de “tocaia” e quando Johonigelison Feitosa saiu do motel, ela o seguiu por cerca de 100 metros e o alvejou na cabeça.

A testemunha que estava com a vítima na hora do ocorrido, a disse em depoimento para a Polícia Civil que estava na pousada com a vítima e que ela estava recebendo várias mensagens e ligações de uma mulher, que então a Johonigelison Feitosa havia respondido que estava na pousada e mandou uma foto.

Após sair da pousada a testemunha juntamente com o jovem, foram paradas por um casal em uma motocicleta de cor escura, onde uma mulher de cabelo vermelho e encaracolado e de cor morena desceu da moto e foi em direção da vítima e ao momento que efetuou o disparo.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

EM BREVE, SUA EMPRESA AQUI